Seca carioca no Brasileiro: Flamengo, Fluminense e Vasco sofrem na rodada

Times do Rio não fizeram nem um golzinho sequer

Por O Dia

Rio - A torcida carioca não teve o que comemorar na rodada do Campeonato Brasileiro. Nem mesmo um grito de gol ela pôde soltar. Flamengo, Fluminense e Vasco sofreram na rodada e nem sequer marcaram um golzinho - pela primeira vez os times do Rio não balançaram a rede nesta edição do torneio. Um fim de semana para esquecer...

Guerrero passou em branco e viu o Flamengo perder para a Ponte PretaEstadão Conteúdo

O primeiro carioca a entrar em campo no fim de semana foi o Fluminense. No sábado, sob o comando de Ronaldinho Gaúcho, o Tricolor decepcionou e perdeu para o Avaí, na Ressacada. O Flu criou pouco e não superou a marcação rival. Pelo menos, a rodada não foi tão malvada. O Fluzão continua no G-4 do Brasileiro, agora na quarta colocação.

Ronaldinho pouco produziu com a bola rolando e só levou perigo em cobranças de faltasDivulgação

Pressionado, o Vasco "madrugou" no Dia dos Pais e jogou no horário das 11h. Porém, não teve festa e nada para comemorar. O Gigante da Colina ficou no zero a zero com o Joinville. A situação cruzmaltina continua complicada. O time está na penúltima colocação, com 13 pontos, sete a menos do que o Avaí, primeiro clube fora da zona da degola.

Dagoberto foi o nome do Vasco na partida%2C mas não conseguiu aproveitar as chances para abrir o placarAlexandre Brum / Agência O Dia

Para fechar o fim de semana de seca, o Flamengo perdeu para a Ponte Preta, à tarde, no Moisés Lucarelli. O Rubro-Negro criou chances e foi superior na maior parte do jogo, mas a mira não estava calibrada. E o time ainda falhou atrás. Resultado: uma derrota amarga, a primeira de Guerrero pelo clube. O peruano, por sinal, será desfalque no próximo jogo, contra o Atlético-PR, no Maracanã, na quarta-feira. Ele levou o terceiro cartão amarelo e terá de cumprir suspensão.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

O destaque da rodada foi o Grêmio. Não teve seca no lado do Tricolor. Em casa, o time atropelou o rival Internacional e fez 5 a 0, pulando para o G-4 e ampliando a crise do rival. Um clássico inesquecível para a torcida gremista.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O outro clássico da rodada terminou empatado. O Corinthians saiu na frente, mas não resistiu à insistência de Luis Fabiano. Ele já havia acertado a trave duas vezes e depois finalmente balançou a rede. O Tricolor ficou na bronca e pediu um pênalti no fim do duelo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Foi uma rodada de empates. Foram cinco ao todo. Dois com doses extras de emoção. O Atlético-PR perdia até os acréscimos, mas foi buscar a igualdade com um gol no último minuto - a arbitragem deu oito minutos a mais do tempo regulamentar - e empatou com o Sport na Arena da Baixada.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

O empate do Figueirense também teve um certo gosto de vitória. O time viu a Chapecoense abrir 2 a 0, mas não desistiu e conseguiu impedir a festa da rival catarinense na Arena Condá. A outra igualdade da rodada foi entre Goiás e Atlético-MG: um zero a zero sem graça. Melhor para o Galo, líder do Brasileiro.

A rodada também teve reencontro. O técnico Marcelo Oliveira, bicampeão brasileiro com o Cruzeiro e agora à frente do Palmeiras, voltou ao Mineirão. A Raposa, que demitiu o treinador em junho, levou a melhor e venceu por 2 a 1, conseguindo se distanciar da zona da degola e impedindo que o clube paulista entrasse no G-4.

Quem também abriu vantagem sobre a zona da degola foi o Santos. No sábado, o Peixe não teve pena do lanterna Coritiba e venceu com facilidade, na Vila Belmiro.