Fluminense vence, dá o troco no rival e complica a vida do Vasco no Brasileirão

Tricolor aumenta o drama vascaíno na luta contra a degola

Por O Dia

Rio - O Fluminense deu o troco e complicou ainda mais a vida do Vasco. O Tricolor deixou de lado a eliminação na Copa do Brasil e a série de tropeços contra o rival - o clube das Laranjeiras não vencia desde 2012 - e levou a melhor no clássico, neste domingo, no Engenhão: 1 a 0. Um resultado que faz o Flu ficar mais confortável na tabela do Brasileiro e afastar o risco de queda.

Fluminense deu o bote no Engenhão e venceu o Vasco com um gol de GersonDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

No primeiro turno, em meio à festa para apresentação de Ronaldinho Gaúcho, o Fluminense viu o Vasco levar a melhor e rir por último. Agora, consegue se vingar e deixa o rival em situação delicada. O Tricolor, sem Fred e Marcos Junior e com improvisos - Jean foi na lateral direita, enquanto Wellington Silva ocupou o lado esquerdo, foi mais organizado, sempre explorando a velocidade de seus homens de frente.

FOTOGALERIA: As imagens da vitória do Fluminense sobre o Vasco no Engenhão

O Vasco vê a invencibilidade de nove jogos (quatro vitórias e cinco empates) no Brasileiro acabar. Para piorar, agora está na seca de cinco jogos (empatou os quatro últimos jogos antes do clássico). O Gigante da Colina continua na lanterna. A diferença para a salvação aumentou para cinco pontos. O drama vascaíno aumenta a cinco rodadas para o fim do Brasileiro. O fantasma do rebaixamento atormenta o clube.

O Fluminense agora tem 43 pontos e está na 12ª colocação. O Vasco continua com 30 pontos, na lanterna. Na próxima rodada, no sábado, às 21h, o Flu recebe a Chapecoense, no Maracanã. O Gigante da Colina entra em campo no domingo e enfrenta o Palmeiras, às 17h, no Allianz Parque.

O jogo

O primeiro lance de perigo foi do Vasco. Jorge Henrique desviou cobrança de escanteio e quase marcou. A resposta do Flu foi em uma blitz na área vascaína. Gum, livre, testou e Martín Silva salvou. Na sequência, Gerson furou...

O Vasco ameaçou mais duas vezes em cobranças de falta. Andrezinho bateu por cima, com perigo. Depois, Rodrigo soltou a bomba: Cavalieri espalmou. O clássico não empolgava, com muitos erros. O Flu, então, deu o bote. Em contra-ataque, o chute de Osvaldo foi bloqueado. Porém, Gerson ficou com o rebote e tocou no canto: 1 a 0.

Jorginho fez logo duas mudanças no intervalo e trocou a dupla de ataque: Rafael Silva e Riascos substituíram Jorge Henrique e Leandrão. O Vasco voltou mal para o segundo tempo. O Fluminense se aproveitava no contra-ataque. Gerson e Vinícius, em cobrança de falta, pararam em Martín Silva. Já Gustavo Scarpa cabeceou para fora.

O Vasco fez a última mudança e se lançou ao ataque com Eder Luis no lugar de Julio dos Santos. Eduardo Baptista também teve de alterar o time. Desgastado, Gerson foi sacado. Wellington Paulista entrou. O Gigante da Colina quase empatou. Riascos se livrou da marcação e cruzou para Nenê, que ajeitou o corpo e bateu. Wellington Silva salvou em cima da linha. Depois foi a vez de o travessão impedir o gol vascaíno. Riascos ganhou pelo alto, mas a bola explodiu no travessão.

O Fluminense tinha o contra-ataque a favor. Em um deles, Higor Leite, que entrou no lugar de Vinícius, ficou cara a cara com Martín Silva, mas se jogou, recebendo o segundo amarelo e sendo expulso.

O Vasco partiu para o abafa. Nenê quase surpreendeu Cavalieri em tentativa de fazer gol olímpico. O Fluminense conseguiu se segurar e ainda teve a chance de fazer o segundo, mas Wellington Silva perdeu. Não fez falta ao Tricolor. O drama vascaíno aumentou...

FICHA TÉCNICA

VASCO 0X1 FLUMINENSE

Estádio: Engenhão
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Gol: Gerson (Fluminense, aos 47' do 1ºT)
Cartão amarelo: Gum, Osvaldo, Wellington Paulista e Pierre (Fluminense) e Bruno Gallo e Eder Luis (Vasco)
Cartão vermelho: Higor Leite (Fluminense)

VASCO: Martín Silva; Madson, Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Bruno Gallo, Julio dos Santos (Eder Luis, aos 17' do 2ºT), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Rafael Silva, no intervalo) e Leandrão (Riascos, no intervalo); Técnico: Jorginho.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Jean, Gum, Marlon e Wellington Silva; Pierre, Cícero e Gerson (Wellington Paulista, aos 18' do 2ºT); Gustavo Scarpa, Osvaldo (Magno Alves, aos 35' do 2ºT) e Vinícius (Higor Leite, aos 26' do 2ºT); Técnico: Eduardo Baptista.