Por fabio.klotz

Santa Catarina - Valeu a luta. O Figueirense pressionou até o fim e conseguiu arrancar o empate, nos acréscimos, com o Santos, nesta quarta-feira, no Orlando Scarpelli: 2 a 2. O clube catarinense saiu na frente, levou a virada, mas, em vantagem numérica - Gustavo Henrique foi expulso aos 22 minutos do segundo tempo -, buscou a igualdade. O Figueira continua sem saber o que é vencer e o que é perder. Tem três empates no Brasileiro.

Figueirense empatou com o SantosDivulgação

O Santos volta para casa com um sabor amargo. Vencia até os 46 minutos do segundo tempo. Porém, não conseguiu segurar o resultado. O Peixe não teve Lucas Lima e Gabriel, com a seleção brasileira, e Ricardo Oliveira, lesionado. O clube paulista tem quatro pontos no Brasileiro.

Na próxima rodada, o Figueirense enfrenta o Atlético-PR, neste sábado, às 18h30, na Arena da Baixada. O Santos volta a campo no domingo, às 18h30, e recebe o Internacional na Vila Belmiro.

O Figueirense abriu o placar com o atacante Rafael Moura. Ele recebeu lançamento e bateu na saída do goleiro. Foi o terceiro gol do He-Man no Brasileiro. O Santos empatou ainda na primeira etapa. De pênalti, Vitor Bueno deixou tudo igual.

A virada santista também aconteceu de pênalti, agora convertido por Joel. O Peixe perdeu o zagueiro Gustavo Henrique, expulso. Em vantagem numérica, o Figueirense partiu para cima e empatou aos 46 minutos do segundo tempo, com Ermel.

Você pode gostar