Botafogo e Flamengo fazem duelo de titãs que promete agitar a Arena

Com objetivos distintos no Brasileirão, equipes duelam na Ilha do Governador após muito tempo longe do Rio

Por O Dia

Rio - Para o alto e avante. Esse poderia ser o lema de Botafogo e Flamengo, que, hoje, às 16h, vão medir forças na inauguração da Arena Botafogo, na Ilha do Governador, com a ambição de manter a escalada na tabela do Campeonato Brasileiro. Fora do Z-4, o Alvinegro aposta no reforçado grupo para estrear com o pé direito em sua casa provisória até dezembro. O Rubro-Negro vem de vitória e tenta retornar ao G-4 para manter acesa a chama do heptacampeonato.

Com um sorriso no rosto, Ricardo Gomes não antecipou a escalação sacramentada no treino fechado na nova arena. Seja com três volantes (Airton, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso) ou três atacantes (Rodrigo Pimpão, Neilton e Sassá), o treinador comemora a boa dor de cabeça, sem abrir mão do mistério.

Estádio será utilizado no clássico deste sábadoDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

“Tenho a possibilidade de jogar com um meio de campo mais forte, com Airton, Rodrigo Lindoso e Bruno Silva. Ou um time mais ofensivo. Ainda bem que tenho essa opção. Não a tinha quatro jogos atrás”, disse Ricardo Gomes.

Com apenas Jefferson e Leandrinho no departamento médico, o Botafogo se considera em condições de alçar voos mais altos no Brasileiro.

No Flamengo, o técnico Zé Ricardo fará o primeiro jogo após ter sido efetivado no cargo. Diferentemente de Ricardo Gomes, o rubro-negro não fala na véspera do jogo, mas o time não terá surpresas. A única mudança é o retorno de Guerrero ao ataque no lugar de Vizeu, que marcou dois contra o Atlético-MG.

“Ele (Guerrero) está bem tranquilo. É um matador nato, apesar de não estar vivendo bom momento. Tenho certeza que vai poder nos ajudar. Ele segura bem a bola e é um centroavante que, se o zagueiro der mole, vai fazer o gol. Vizeu é garoto e procura seu espaço, Damião chegando também, e isso demonstra que nosso grupo é bom”, definiu o lateral Pará.

Ricardo Gomes deve ter Canales como opção no bancoVitor Silva / SS Press

Relacionado, Canales será o trunfo no banco

O tempo curto aumentou o desafio de Canales. Cinco dias de treino foram suficientes para ele convencer o técnico Ricardo Gomes a relacioná-lo para o clássico. Recuperado de um edema ósseo no pé direito, o atacante, que assinou até dezembro de 2017, deve começar a partida no banco de reservas, mas vive a expectativa pela estreia.

O histórico de goleador pela Universidad de Chile empolgou a diretoria alvinegra, que, a pedido de Ricardo Gomes, bancou a contratação de ‘risco’ do chileno.

Com problemas físicos, Canales disputou só 11 jogos este ano. Recuperado e à disposição, se destacou nos treinos com bola e promete acirrar a disputa com Sassá, Rodrigo Pimpão e Neilton. Curado de lesão muscular, o zagueiro Carli será outro reforço de peso no banco alvinegro.

Zé Ricardo foi efetivado pelo Flamengo nesta semanaDivulgação

Pará diz que vai estranhar ter poucos rubro-negros

Este ano, os jogadores rubro-negros se acostumaram a ser seguidos em todo o país. Sem o Maracanã, o Flamengo já mandou jogos em Brasília, Vitória, São Paulo, Manaus e Natal, sempre acompanhado por uma legião de torcedores. Hoje, porém, apenas 10% deles estarão na Ilha do Governador.

“Estamos acostumado a jogar em estádios com a torcida a nosso favor, mas tenho certeza de que nossa torcida vai se multiplicar. Ela sempre faz a diferença, em menor ou maior número. Com a gente mostrando nossa vontade, eles estarão conosco. No final, tenho certeza que todos irão se abraçar com uma excelente vitória", disse o lateral Pará.

Zé Ricardo não contará com Rodinei e Alan Patrick, machucados, além de Donatti e Leandro Damião, que estão apurando a forma.