Após cusparada e soco, Kleber leva suspensão de 15 jogos em julgamento no STJD

Coritiba pode recorrer para tentar reduzir a pena do seu atacante

Por O Dia

Protagonistas de lances mais ríspidos de uma confusão na partida entre Coritiba e Bahia, no último dia 15, o atacante Kleber, do time paranaense, e o volante Edson, da equipe baiana, foram julgados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio, nesta quarta-feira, e o jogador do Coritiba acabou levando a pior. Foi suspenso por 15 jogos.

Ele levou a dura punição da Terceira Comissão Disciplinar do STJD, que decidiu pela longa sequência de gancho por conta do soco e da cusparada que acertou em Edson na partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Ambos foram expulsos no jogo.

Kleber foi punido pelo STJDDivulgação

Na súmula da partida, o árbitro mato-grossense Wagner Reway registrou que ambos trocaram cusparadas em campo. A expulsão de Edson foi controversa porque as câmeras não flagraram o momento da cusparada. O volante, ao ser atingido por Kleber, colocou as mãos no rosto e se jogou no chão. Já o ato hostil do jogador do Coritiba foi enquadrado pelas câmeras de TV na partida.

Kleber demonstrou nervosismo em campo desde o início da partida. No primeiro tempo, discutiu com outro jogador do Bahia. E, na segunda etapa, teria acertado o rosto de Edson, que também teria revidado. As duas agressões não constam na súmula.

Por causa da sequência de atos hostis, Kleber sofreu a punição de 15 jogos. O Coritiba já anunciou que vai tentar obter o efeito suspensivo para contar com o jogador na próxima rodada contra o Vasco, neste domingo. "O clube informa que vai buscar todas as alternativas jurídicas para buscar a redução da pena aplicada a Kleber", disse o clube, em nota.

Também expulso naquela partida, o volante Edson foi suspenso por seis jogos. Assim como Kleber, já cumpriu um deles. O Bahia disse que ainda estuda qual medida irá tomar a respeito do caso.