Internacional derrota o Luverdense por 1 a 0 com gol polêmico nos acréscimos

Lance teve até invasão do presidente Helmute Lawisch, do clube do Mato Grosso, no gramado para discutir com o trio de arbitragem

Por O Dia

Porto Alegre - Na partida mais polêmica do Campeonato Brasileiro da Série B, o Internacional voltou a encontrar o caminho das vitórias atuando no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, nesta terça-feira, ao bater o Luverdense por 1 a 0, pela 15.ª rodada. O gol marcado pelo centroavante William Pottker saiu aos 47 minutos do segundo tempo em um lance que gerou muita confusão, inclusive com invasão do presidente Helmute Lawisch, do clube do Mato Grosso, no gramado para discutir com o trio de arbitragem.

Em um contra-ataque, Carlos fez o passe e William Pottker, em posição de impedimento, foi para a bola, mas Joanderson chegou antes. O assistente Marco Eustáquio Santiago estava com a bandeira levantada e os jogadores do Luverdense pararam, mas o árbitro mineiro Igor Junio Benevenuto mandou o lance seguir. Joanderson carregou a bola e tocou para Pottker, que completou para o gol aberto.

Os jogadores do time mato-grossense foram para cima do bandeirinha e a partida ficou paralisada por cerca de 10 minutos Até ameaçaram não voltar para o jogo, mas após reunião continuaram em campo e jogaram mais dois minutos até o apito final.

O Internacional vinha de três jogos sem vitória diante dos seus torcedores e de derrota para o CRB por 2 a 0, em Maceió. Com o resultado positivo desta terça-feira, o time gaúcho está na quinta colocação com os mesmos 24 pontos dos alagoanos, atrás apenas no número de vitórias (7 contra 6). Já o Luverdense estacionou nos 16 pontos e na 18.ª colocação se encontra na zona de rebaixamento.

O primeiro tempo foi ataque contra defesa. O Internacional teve muito mais posse de bola e criou pelo menos quatro boas oportunidades. Edenilson e William Pottker fizeram Diogo Silva trabalhar. Na melhor oportunidade, Uendel cruzou e Pottker acertou um bonito chute de primeira. O goleiro já estava batido e viu a bola explodir na trave.

Sem conseguir marcar, o Internacional levou um susto aos 33 minutos. Paulinho desviou de cabeça e Rodrigo Dourado evitou que a bola chegasse em Alfredo, que estava com o gol aberto. No finalzinho, Cuesta chutou e assustou Diogo Silva. Os jogadores colorados deixaram o gramado no intervalo debaixo de vaias da torcida.

Na volta para o segundo tempo, o Internacional continuou desperdiçando as oportunidades criadas. Edenílson recebeu do uruguaio Nico López e bateu para grande defesa de Diogo Silva, que voltou a trabalhar em finalização de William Pottker. No contra-ataque, o Luverdense só não abriu o placar porque o chute rasteiro de Marcos Aurélio desviou em Cuesta e saiu pela linha de fundo.

Diogo Silva voltou a salvar o time mato-grossense em chute cruzado de Nico López. Aos 37 minutos, Carlos perdeu uma chance incrível de cabeça dentro da pequena área. Nos minutos finais, o Internacional se lançou com tudo para cima do Luverdense. Cláudio Winck teve um gol anulado aos 40. Diogo Silva ainda fez dois milagres seguidos em cabeçada de Winck e chute de Carlos. Quando parecia que o jogo terminaria empatado, saiu o gol polêmico aos 47 minutos.

O Internacional volta a campo neste sábado contra o Vila Nova, às 16h30, no estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO). A partida será com os portões fechados porque o time goiano foi punido com a perda de quatro mandos de campo devido a uma briga entre os torcedores no clássico contra o Goiás. Nesta sexta-feira, o Luverdense recebe o Paraná, às 20h30 (de Brasília), no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT). Os jogos serão válidos pela 16.ª rodada.