Por fabio.klotz

Rio - De volta ao Brasil após cinco anos, Bruno Gallo é um dos principais nomes do Resende no Campeonato Carioca. O meia já mostra uma boa adaptação junto ao novo grupo. A expectativa tem sido positiva e o atleta evita pensar muito à frente, focando no planejamento para o sucesso de sua equipe na competição estadual.

Bruno Gallo mostra confiança no Resende para a sequência da temporadaDivulgação

"O calor tem nos massacrado e essa rotina de jogos é muito mais intensa. Não temos isso lá fora. O dia a dia acaba se tornando um pouco cansativo, além de treinarmos pouco. Mas procuro viver o presente. O futuro não é agora. Vou continuar trabalhando para estar sempre melhor. O Resende vai em busca de uma melhora no Campeonato e vamos buscar, pelo menos, uma vaga nas semifinais", disse Bruno, que projeta uma evolução do Resende, atualmente na oitava colocação, nas próximas rodadas, já que até agora o clube só venceu uma partida (6 a 2 sobre o Volta Redonda).

"A adaptação com o grupo está sendo a melhor possível. Fui recebido muito bem. Mesmo com apenas uma vitória até agora, sabemos que podemos ir além. Estamos jogando bem mesmo não tendo os resultados que esperávamos. A falta de sorte está sendo crucial contra nós", acrescentou.

Os anos no exterior foram muito positivos para Bruno Gallo. O jogador faz um balanço bastante favorável das temporadas em que atuou longe do Brasil. Ele deixou o país aos 20 anos após defender o Vasco em 2009.

"Fiquei muitos anos lá fora. Voltei mais experiente, com uma nova visão de jogo, até pelo lado tático. Posso dizer que esse tempo serviu para eu crescer como homem e como jogador", analisou.

Ele passou por clubes como o Leixões, de Portugal. O último clube do meia foi o Vitória de Setúbal, também de Portugal. De volta ao Brasil, Bruno Gallo já pensa no reencontro com o Vasco. O duelo vai acontecer em São Januário, no dia 5 de março.

"O Vasco é um grande clube. Todo jogador sonha em estar lá. Já penso nesse reencontro. Ainda tenho contato com muita gente de lá e acho que será uma data legal esse retorno a São Januário", concluiu.

Você pode gostar