Por ulisses.valentim

Rio - O Flamengo contou com a sorte a seu favor aliada à competência do elenco para colocar mais um título na sua sala de troféus. Depois do Fluminense empatar por 2 a 2 com o Duque de Caixas horas antes, em Volta Redonda, o Rubro-Negro precisou apenas de uma vitória por 2 a 0, com gols de Gabriel e Léo, com o sobre o rival Botafogo para conquistar a Taça Guanabara pela vigésima vez na sua história. Com a mudança de regulamento do Campeonato Carioca, nesse ano o troféu é dado para a equipe que terminar na ponta a primeira fase da competição, e com o resultado da noite deste domingo, o Mengão não pode ser mais alcançado por nenhum adversário.

>>>Confira imagens da conquista da Taça Guanabara do Flamengo

Mesmo com o título, o Flamengo terá que virar suas atenções para a Copa Libertadores, pois terá um importante compromisso pela competição. O Fla irá enfrentar o Bolívar, na quarta-feira, às 22h, no Maracanã e se vencer o time boliviano poderá assumir a liderança do Grupo 7 do torneio continental. Já o Botafogo dá adeus ao Campeonato Carioca e só irá cumprir tabela na competição. Mesmo assim, o Alvinegro também terá um duelo importante na maior competição de clubes da América do Sul contra o Indepediente Del Valle, do Equador, fora de casa, na terça-feira, às 19h45.

Gabriel abriu o placar para o FlamengoVitor Silva / Agência O Dia

O JOGO

Depois do Fluminense tropeçar contra o Duque de Caxias mais cedo, o Flamengo entrou em campo com a possibilidade de ser campeão da Taça Guanabara, já que se vencesse não poderia mais ser alcançado por nenhum rival. Logo no começo da partida o Rubro-Negro tratou de deixar as coisas mais tranquilas para a conquista. Aos 10 minutos, Gabriel fez boa tabela com Márcio Araújo e tocou na saída por entre as pernas de Helton Leite para abrir o placar no Maracanã. Com isso, se valendo da maior habilidade do seu elenco, o time da Gávea passou a administrar a posse de bola no meio campo.

>>> MAIS CARIOCA: Confira a classificação e a tabela do torneio

Com 19, Márcio Araújo cruzou de pé esquerdo, mas Hernane cabeceou por cima do gol. O Botafogo tentava dar alguma pressão no clube da Gávea através do contra-ataque, mas esbarrava na falta de capricho no último passe. Aos 24, Renato tenta acionar Lucas com um lançamento de três dedos, mas Felipe chegou antes e fica com a bola. Com 29 minutos, a torcida do Flamengo tomou um susto. Léo Moura caiu em campo, desamarrou a chuteira e foi atendido pelo departamento médico do clube, em seguida foi substituído por Léo, mas o camisa 2 rubro-negro não preocupa e deve jogar contra o Bolívar. Depois disso o nível da partida caiu bastante, com as equipes apresentando um futebol abaixo da crítica. Um reflexo disso é a declaração de Junior Cesar na saída para o intervalo: "Estamos errando muitos passes. Tivemos três contra-ataques bons para tocar e finalizar para o gol, mas não conseguimos chutar porque erramos".

Flamengo conquistou a Taça Guanabara por antecipaçãoAlexandre Brum / Agência O Dia

No segundo tempo, o Rubro-Negro voltou disposto a liquidar a fatura. Logo com 1 minuto de jogo, Gabriel cruzou, Helton Leite saiu mal do gol e Samir desperdiçou a chance cabeceando por cima com todo o gol aberto à sua disposição. Mesmo com substituíçoes, o Botafogo continuava com a mesma postura do primeiro tempo, tentando se aproveitar dos contra-ataques, mas com pouca efetividade. Aos 9 minutos, Hernane recebeu de Muralha, tocou por cima de Helton Leite e André Bahia afastou de cabeça em cima da linha. Se a coisa já estava difícil para o Bota, ficou pior ainda, pois o Alvinegro ficou com um a menos em campo. Com 20, Airton se chocou com Samir, o árbitro entendeu a jogada como falta e expulsou o volante botafoguense, que já tinha cartão amarelo.

Com mais espaços no gramado, a partida, que era sonolenta, se tornou um pouco mais interessante. Aos 30, Henrique fez bela jogada, se livrou de dois adversários e bateu para o gol de pé esquerdo. A bola saiu pela linha de fundo. Três minutos depois o Fla quase ampliou o placar. Muralha tocou para João Paulo, que cruzou na segunda trave. Léo tenta voleio, mas errou o alvo. No final do jogo o Fla matou a partida colocando mais uma vez a bola na rede! Aos 45 minutos, Hernane avançou pela esquerda e tocou para Léo, que finalizou rasteiro, de pé esquerdo, no canto de Helton Leite consolidando mais um título para o Rubro-Negro. No final da partida, o capitão Léo Moura comentou sobre mais uma conquista sua de Taça Guanabara pelo Rubro-Negro: "Estou muito feliz, porque o Léo é um companheiro de batalha, e preciso dar apoio. Agora é manter essa vantagem para conquistar o título carioca".

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 X 2 FLAMENGO
Estádio: Maracanã
Árbitro: Daniel de Sousa Macedo
Cartões amarelos: Lucas, Bolatti e Junior Cesar (Botafogo), Everton (Flamengo)
Cartões vermelhos: Airton (Botafogo)
Público pagante: 9.348
Gols: Gabriel, aos 11'/1ºT e Léo, aos 46'/2ºT

Botafogo: Helton Leite, Lucas, Dankler, André Bahia e Junior Cesar; Bolatti, Airton, Renato (Fabiano, 11'/2ºT), Daniel (Gegê, intervalo) e Pablo Zeballos; Henrique (Yguinho, 37'/2ºT). Técnico: Eduardo Hungaro.

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura (Léo, 30'/1ºT), Wallace, Samir e João Paulo; Cáceres (Feijão, 32'/2ºT), Márcio Araújo, Muralha, Gabriel (Paulinho, 28'/2ºT) e Everton; Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.


Você pode gostar