Por fabio.klotz

Rio - A quarta-feira era de cinzas, mas ficou preta e branca em Nova Friburgo. No desfile realizado no Eduardo Guinle, quem levou a melhor foi o Botafogo, que venceu o Friburguense por 3 a 0, pelo Campeonato Carioca. O destaque do dia ficou para a dupla de ataque, Jobson e Bill que, mais uma vez, levou nota 10 no quesito entrosamento. Bill, Jobson e Gegê fizeram os gols que garantiram a folia alvinegra.

Jobson fez o segundo gol do Botafogo na vitória sobre o FriburguenseDivulgação

Com 13 pontos, o Botafogo assumiu a liderança provisória do Campeonato Carioca, já que o Fluminense, com 12, ainda joga nesta quarta-feira. O Friburguense ocupa a 7° posição, com 7.

FOTOGALERIA: Confira as imagens da vitória do Botafogo sobre o Friburguense

O Alvinegro volta a campo neste sábado, contra o Nova Iguaçu, às 17h, no Estádio Nilton Santos. Já a equipe de Friburgo encara a Cabofriense, às 16h, no Correão.

O jogo

Os minutos iniciais da partida no Eduardo Guinle começaram em ritmo lento. Mas não demorou
para o Botafogo mostrar serviço. Aos cinco minutos, a dupla de ataque alvinegra, novamente,
mostrou entrosamento em campo. Após bela jogada de velocidade de Jobson, Bill recebeu na boa
e marcou cara a cara com o goleiro. 1 x 0 Fogão em Nova Friburgo.

Após o gol, o Alvinegro ficou mais ofensivo e criava mais oportunidades na área adversária.A primeira grande jogada de perigo do Friburguense só veio aos 30 minutos. Em bela cobrança de falta, o goleiro Jefferson teve de suar a camisa e mandar para escanteio. O jogo começou a ficar equilibrado.

O atacante Jobson continuou dando trabalho ao longo da partida para o goleiro do Friburguense. A primeira etapa terminou com a eficiência do ataque do Botafogo em evidência, como nas últimas rodadas.

Na volta ao segundo tempo, o Botafogo encontrava dificuldade para furar a defesa adversária. Nas oportunidades que tinha, não finalizava com sucesso. Aos 17 minutos da segunda etapa, um novo susto para equipe alvinegra: Jorge Luiz do Friburguense recebeu ótimo passe e, mais uma vez, Jefferson salvou o Glorioso.

Aos 13, Jobson recebeu um cruzamento e, em posição irregular, mandou para rede. O camisa 7 olhou para o bandeira e só depois fez sua comemoração à la Cristiano Ronaldo. O atacante continuou a pressionar em busca do terceiro e só parou quando foi substituído por Sassá.

O Glorioso continou superior na partida e aos 33 minutos ampliou a vantagem no Eduardo Guinle. Após cruzamento, Gegê, que entrou no segundo tempo, recebeu na pequena área e mandou de cabeça para a rede: 3 a 0 Botafogo.

Ao som de "mais um" vindo da arquibancada, o Alvinegro seguia em busca do quarto. De volta ao time, Thiago Carleto ainda mandou uma bomba no meio da rua, mas o goleiro do Friburguense estava atento e espalmou.

Por fim, a superidade do futebol alvinegro falou mais alto na tarde desta Quarta-feira de Cinzas. E, ainda em ritmo de Carnaval, quem teve motivo para comemorar foi o Botafogo.

FRIBURGUENSE 0X3 BOTAFOGO

Estádio: Eduardo Guinle (RJ)
Árbitro: Maurício Machado
Público e Renda: 3.831 pagantes/ 4.180 presentes / /R$ 117.840,00
Gols: Bill (aos 5'do 1ºT); Jobson (aos 13' do 2ºT); Gegê (aos 35' do 2ºT)
Cartão Amarelo: Zé Victor, Bidu (Friburguense); Fernades, Bill (Botafogo)
Cartão Vermelho: -

BOTAFOGO: Jefferson; Gilberto, Roger Carvalho, Renan Fonseca e Carleto; Marcelo Mattos,
Willian Arão, Fernandes (Gegê, aos 17' do 2ºT) e Tomas; Jobson (Sassá, aos 24' do 2ºT) e Bill (Murilo, aos 40' do 2ºT); Técnico: René Simões

FRIBURGUENSE: Marcos; Sérgio Gomes, Bidu, Pierre e Felipe; Zé Victor (Luquinhas, aos 11 do 2ºT), Damião, Rômulo (Tuf, no intervalo) e Jorge Luiz; Ziquinha e Thales (Lohan, aos 30' do 2ºT); Técnico: Gérson Andreotti.


Você pode gostar