Com gol de Tomas, Botafogo vence o Flamengo e segue líder do Carioca

No aniversário de 450 anos do Rio de Janeiro, clássico deixa a desejar em emoções, mas Alvinegro se mantém invicto

Por O Dia

Rio - No dia do aniversário de 450 anos do Rio de Janeiro, a cidade teve como presente um clássico entre Botafogo e Flamengo no Maracanã, mas no final quem comemorou mesmo foi a torcida Alvinegra. Com um gol de Tomas, o Fogão venceu o Rubro-Negro por 1 a 0 neste domingo, se manteve na liderança e segue invicto no Carioca. Apesar do apelo do jogo, a partida no templo sagrado careceu de emoções e bom futebol de ambos os lados.

Apesar do domínio na posse de bola na maior parte do jogo, o Flamengo não soube aproveitar a superiodade e desperdiçou a maioria das chances que teve. Recuado e esperando o contra-ataque, o Botafogo também não fez uma boa partida, mas aproveitou a chance que teve com Tomas, que ainda contou com a colaboração do goleiro Paulo Victor após a bola bater na trave e desviar no camisa 48 Rubro-Negro antes de morrer no fundo das redes.

O meia Tomas (11) marcou o gol da vitória do Botafogo sobre o Flamengo por 1 a 0Márcio Mercante

Com a vitória, o Botafogo segue líder e invicto no Carioca com 19 pontos. No próximo domingo, o Alvinegro tem mais um clássico pela frente, desta vez contra o Fluminense, às 18h30, no Maracanã. Já o Flamengo vê sua vaga no G-4 ameaçada com a derrota. O Rubro-Negro fica em quarto lugar com 14 pontos, podendo ser ultrapassado pelo Fluminense, que ainda jogará neste domingo. No próximo sábado, o Fla volta a campo e enfrenta o Friburguense, às 16h, no estádio Nilton Santos.

O JOGO

Tentando apostar na velocidade, o Flamengo tomou a iniciativa no inicio de jogo e insistiu nas jogadas laterias para chegar ao ataque. Aos 4, o Rubro-Negro chegou pela primeira vez com Marcelo Cirino. Após falha de Renan Fonseca, o camisa 7 do Fla chegou sozinho pela esquerda mas exagerou na hora de cruzar e desperdiçou uma boa chance.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Mais bem postado em campo, o Fla era quem chegava mais organizado ao ataque. Aos 12, Canteros deu belo lançamento para Cirino na área, mas o atacante Rubro-Negro não conseguiu alcançar a bola. Aos 14, novamente o Argentino levantou bola na área, Jefferson cortou parcialmente e Gabriel aproveitou a sobra de bola que saiu desviada a direita do gol do Botafogo.

Léo Moura fez o último jogo oficial com a camisa do FlamengoMárcio Mercante

Recuado em campo, o Alvinegro tinha dificuldades para chegar ao ataque. Somente aos 34, o Bota criou a primeira chance de perigo. Após boa troca de passes, Willian Arão recebeu na intermediária e arriscou para defesa de Paulo Victor. Aos 36, Pará desceu livre pela esquerda, mas pecou na hora de cruzar. Porém, após bate e rebate na área, a bola sobrou para Cirino que finalizou sem perigo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Na volta do intervalo, o panorama da partida não se alterou. Com mais posse de bola, o Flamengo continuava a dominar as ações no Maracanã. Aos três, Cirino desce pela esquerda e toca no meio para Arthur Maia, que invade a área, cruza buscando Márcio Araújo, mas Jefferson se antecipa e afasta o perigo. Aos 9, o Botafogo criou a melhor chance no jogo. Após tabela entre Tomas e Bill, a bola sobrou para o camisa 11 Alvinegro que finalizou para boa defesa de Paulo Victor. No rebote, Léo Moura apareceu de carrinho e evitou o segundo chute.

O clássico no Maracanã foi mais de marcação e briga pela bola do que qualidadeMárcio Mercante

Aos 26, o Flamengo chegou duas vezes seguidas com perigo. Diego Giaretta vacilou ao tentar recuar a bola de cabeça para Jefferson e quase encobre o camisa 1 que se recuperou e fez defesa espetacular para evitar o gol contra. Na jogada seguinte, após cobrança de escanteio, Arthur Maia cabeceou para nova defesa do goleiro alvinegro.

Os lances seguidos esquentaram a partida novamente. Aos 36, Thiago Carleto teve ótima oportunidade. Em cobrança de falta, o camisa 6 acertou chute de rara felicidade de longe e a bola caprichosamente explodiu na junção do travessão e da trave.

Porém aos 38, a rede finalmente balançou no Maracanã. Tomas recebeu na entrada da área e finalizou com força para o gol. A bola bateu na trave e no goleiro Paulo Victor, antes de morrer no fundo das redes do Flamengo. 1 a 0 Botafogo e festa Alvinegra.

O segundo tempo da partida foi marcado por confusão dentro de campo entre os jogadoresMárcio Mercante

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

Buscando o empate, o Fla se jogou ao ataque em busca da igualdade. Aos 43, após bola levantada na área, Marcelo Mattos desviou tentando afastar a bola e quase colocou contra a própria meta. Aos 47, Gegê teve a chance de liquidar a partida. Em nova cobrança de falta, o camisa 16 cobrou com perfeição e mais uma vez a bola caprichosamente explodiu no travessão. Mas o lance não fez falta ao Botafogo, que garantiu a 6º vitória do Alvinegro no Carioca e o manteve invicto.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1x0 FLAMENGO

Estádio: Maracanã
Público e Renda: 44.329 pagantes/49.833 presentes/R$ 2.129.865,00
Árbitro: Péricles Bassols
Gols: Tomas (Botafogo, aos 38' do 2ºT)
Cartões Amarelo: Roger Carvalho, Gilberto (Botafogo) e Bressan, Wallace (Flamengo)
Cartôes Vermelho: -

BOTAFOGO: Jefferson, Roger Carvalho (Diego Giaretta, aos 9' do 2ºT), Renan Fonseca, Gilberto e Carleto; Mattos, Arão, Tomas Bastos e Diego Jardel (Sassá, aos 32' do 1ºT); Jobson (Gegê, aos 33' do 2ºT) e Bill. Técnico: René Simões

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura, Samir (Bressan, aos 17' do 1ºT), Wallace e Pará; Jonas, Canteros e Márcio Araújo; Gabriel (Arthur Maia, Intervalo), Alecsandro (Eduardo da Silva, aos 20' do 2ºT) e Marcelo Cirino. Técnico: Vanderlei Luxemburgo