Vasco marca no fim, vence o Botafogo e fica em vantagem na final do Carioca

Rafael Silva é o herói da vitória. Agora, Gigante da Colina pode empatar jogo de volta para conquistar o título do Estadual

Por O Dia

Rio - A bola teimava em não entrar, mas a insistência do Vasco foi premiada. E justamente em um lance que vem se tornando especialidade: bola parada. O herói do primeiro jogo da final do Campeonato Carioca foi Rafael Silva. Ele entrou no segundo tempo e fez o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, neste domingo, no Maracanã, já nos acréscimos. Agora, o Gigante da Colina tem vantagem e pode empatar o jogo de volta, no próximo domingo, para ser campeão.

Rafael Silva foi o herói do Vasco no primeiro jogo da final do CariocaJoao Laet

Campeão da Taça Guanabara, o Botafogo vê a vantagem escapar. Para ser campeão, vai precisar vencer o rival por dois gols de diferença. Um triunfo por um gol leva a decisão para os pênaltis. O Alvinegro viu o Vasco ser melhor, mas também teve chances de vencer. Porém, falhou na hora de marcar. Curiosamente, foi o primeiro jogo da temporada em que não fez gol.  

FOTOGALERIA: As imagens da vitória do Vasco sobre o Botafogo no Maracanã

No mistério ao longo da semana, com treinos fechados, Doriva apostou em Dagoberto como titular. O atacante foi produtivo, mas faltou acertar a pontaria. O técnico foi premiado pela vontade de vencer e por ter colocado o Vasco para o ataque. 

O jogo

O Botafogo começou com tudo e fez uma blitz nos primeiros segundos. Bill cabeceou, Martín Silva espalmou e a bola ainda tocou no travessão. Na sequência, Gegê pegou o rebote e emendou para fora. Isso com apenas 20 segundos de jogo. O Vasco respondeu com um chute de fora da área de Julio dos Santos. O clássico era agitado. Depois foi a vez de Dagoberto arriscar da entrada da área. Ele se livrou da marcação de Giaretta, mas o arremate saiu torto.

Mesmo jogando no sacrifício%2C Bill teve algumas chances de gol%2C mas desperdiçou todasAlexandre Brum

O Vasco desperdiçou a chance de abrir o placar com Julio dos Santos. Rodrigo fez lançamento, Giaretta falhou e o paraguaio ficou livre na área. Ele tentou encobrir Renan, mas colocou muita força na bola, que foi para fora. Superior, o Gigante da Colina buscava o primeiro gol. Faltava caprichar no último passe ou na finalização, como em lance que Dagoberto não alcançou após cruzamento da direita. Depois, em mais uma jogada pela direita, Marcinho emendou de primeira, para fora.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

O Botafogo voltou para o segundo tempo com Tomas Bastos no lugar de Gegê. O primeiro lance de perigo da etapa final foi alvinegro. Após cobrança de escanteio, Willian Arão surgiu livre, mas não conseguiu completar. A resposta do Vasco foi em contra-ataque. Christiano derivou pelo meio e tocou para Gilberto. Ele cruzou com força. Dagoberto não alcançou. O Alvinegro, então, teve a melhor chance para abrir o placar. Em contragolpe, Pimpão lançou Bill. Ele se livrou da marcação e, com um toque, tentou deslocar Martín Silva. Porém, a bola foi para fora.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Com o Botafogo num melhor momento, Doriva fez duas substituições. Ele colocou Rafael Silva e Bernardo. Saíram Marcinho e Dagoberto. O Vasco assustou em jogada de bola parada. Julio dos Santos apareceu na primeira trave e desviou cobrança de escanteio. A bola foi para fora, com perigo. Depois foi a vez de Rafael Silva quase fazer um golaço. Ele recebeu pela esquerda e buscou o ângulo. A bola passou rente à trave esquerda.

O Vasco voltou a ser superior e a ter mais posse de bola. Doriva lançou o time ao ataque e colocou Thalles no lugar de Julio dos Santos. O Botafogo apostava no contra-ataque. Em um lance, Rodrigo Pimpão ficou com a sobra e emendou com força, mas para fora. Depois, Gilberto surgiu na área. Martín Silva saiu e conseguiu abafar o lateral-direito alvinegro.

Willian Arão quase virou herói alvinegro. Ele recebeu na área e mandou no travessão. O castigo não demorou. Após cobrança de falta, Rafael Silva surgiu livre e emendou para o fundo da rede, já nos acréscimos: 1 a 0.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1X0 BOTAFOGO

Estádio: Maracanã
Público e renda: 39.379 pagantes / 45.488 presentes / R$ 1.944.455,00
Árbitro: Luis Antônio Silva Santos
Gol: Rafael Silva (Vasco, aos 45' do 2ºT)
Cartão amarelo: Thiago Carleto, Bill, Gilberto e Marcelo Mattos (Botafogo) e Rodrigo, Serginho, Rafael Silva e Thalles (Vasco)
Cartão vermelho: -

VASCO: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Serginho, Guiñazu, Julio dos Santos (Thalles, aos 29' do 2ºT) e Marcinho (Rafael Silva, aos 12' do 2ºT); Dagoberto (Bernardo, aos 12' do 2ºT) e Gilberto; Técnico: Doriva.

BOTAFOGO: Renan; Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes e Gegê (Tomas Bastos, no intervalo); Rodrigo Pimpão (Sassá, aos 35' do 2ºT) e Bill; Técnico: René Simões.