Flamengo sai na frente no clássico! TJD nega pedido de igualdade feito pelo Bota

Alvinegro alega desfavorecimento em relação ao número de ingressos, política de sócio-torcedor, publicidade, entre outros itens

Por O Dia

Rio - A 'guerra' envolvendo Flamengo e Botafogo parece que está longe do fim. Se sentindo prejudicada pelo regulamento, a diretoria alvinegra preparou um ofício de três páginas assinado pelo presidente Carlos Eduardo Pereira. O documento foi enviado ao TJD-RJ a fim de obter 'igualdade de condições' na semifinal que será disputada entre os clubes neste domingo. O Alvinegro teve recurso negado pelo tribunal.

Arão foi o pivô do primeiro round da briga entre os clubesVitor Silva / SSPress / Botafogo

O Botafogo alega estar desfavorecido em relação a quantidade de ingressos, camarotes, acessos ao estádio, políticas de sócio-torcedor, espaço de publicidade, entre outras coisas. Porém, o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, Marcelo Jucá, não viu irregularidade e indeferiu a liminar. Em seu despacho, o mandarário afirmou que não houve abuso de poder da diretoria de competições da Ferj. No documento, Jucá relata que o Flamengo é o mandante do jogo por causa do regulamento e isso deve ser respeitado.

Como o regulamento prevê, quem possui o mando de campo dos jogos eliminatórios do Campeonato Carioca é o responsável por toda operação da partida, incluindo a venda de ingressos. E como o Rubro-Negro é o mandante do clássico, ele realizará ações com sócios-torcedores, terá a iluminação do Maracanã com as cores do Flamengo.

A relação extra-campo entre Flamengo e Botafogo está estremecida desde a polêmica ida de Willian Arão para o clube da Gávea. Desde então os times cariocas trocam farpas e a bola da vez é o clássico deste domingo.