Com 'Hat-trick' de Guerrero, Peru vence a Bolívia e avança na Copa América

Atacante do Flamengo brilha no momento mais importante e garante peruanos na semifinal, onde enfrentam o Chile

Por O Dia

Chile - Discreto durante toda a primeira fase, Guerrero resolveu aparecer no momento em que o Peru mais precisou dele. Com três gols do camisa 9, a Seleção venceu a Bolívia por 3 a 1 nesta quinta-feira, em Temuco e se classificou para a semifinal da Copa América. Apesar da festa da torcida peruana, os torcedores do Flamengo terão que esperar mais um pouco para ver o seu novo atacante em ação, já que Paolo segue na competição. Na próxima fase, os peruanos enfrentam o Chile, na segunda-feira, às 19h (horário de Brasília).

FOTOGALERIA: Confira as imagens do jogo entre Peru e Bolívia

Ainda sem ter marcado na Copa América, Guerrero precisou de apenas dois minutos para marcar duas vezes. Com facilidade para chegar na área da Bolívia, o Peru precisou e abriu o placar aos 20 do primeiro tempo de cabeça com o atacante. Logo após, aos 22, o camisa 9 apareceu de novo, em contra-ataque fulminante, ampliou o placar com um toque de categoria. Já no segundo tempo, o centroavante do Flamengo brilhou de novo após fazer seu terceiro gol em bela finalização na saída de Quiñonez. Marcelo Moreno ainda descontou para os bolivianos, em pênalti já no fim da partida. 

Com três gols%2C Guerrero foi decisivo na vitória do Peru por 3 a 1 sobre a BolíviaReuters

O JOGO

Ainda sem ter marcado pelo Peru na Copa América após ser artilheiro na última edição, Paolo Guerrero precisava brilhar para ajudar sua Seleção a avançar na competição. Ciente de sua missão, o camisa 9 não tardou para mostrar serviço. Logo aos 7, ele teve a primeira chance após chegar driblando e finalizando por cima do gol de Quiñonez. Liderados pelo seu craque, os peruanos adiantaram a marcação e pressionavam a saída da Bolívia.

Aos 14, após três escanteios seguidos, o Peru chegou mais uma vez perto de abrir o placar, mas Hurtado tirou a bola em cima da linha depois da finalização de Sánchez. Porém, aos 20, Quiñonez nada pode fazer para impedir o primeiro de Guerrero. Após cruzamento açucarado de Vargas, o camisa 9 subiu com espaço e desviou de cabeça para o fundo das redes.  Foi apenas o começo da noite iluminada do centroavante.

Dois minutos depois do primeiro gol, Guerrero voltou a brilha. Em contra-ataque fulminante, o atacante do Flamengo foi lançado sozinho e aproveitou o escorregão do goleiro Quiñonez para finalizar com categoria no cantinho para fazer seu segundo tempo, e ampliar a vantagem peruana na partida.

Atordoada pelos dois gols, a Bolívia se lançou de qualquer jeito ao ataque, mas deixou espaços na defesa. Aos 24, Guerrero quase marcou seu terceiro gol em menos de quatro minutos. O atacante subiu sozinho, cabeceou com categoria, mas parou na boa defesa de Quiñonez. Acuados, os bolivianos chegaram pela primeira vez apenas aos 26, em lindo chute de Morales de longe, que passou muito perto. 

Inspirado, Guerrero já tinha feito dois e queria mais. Aos 36, ele fez boa jogada pela esquerda e serviu Farfán, que acertou a trave de Quiñonez. No lance seguinte, a Bolívia voltou a mostrar algum sinal de vida na partida e assustou com Pedriel, onde Vargas salvou no susto o gol boliviano. Já no fim do primeiro tempo, Farfán novamente parou na trave, desta vez em cobrança de falta com categoria.

Precisando reagir na partida, a Bolívia voltou para o segundo com mais dois atacantes em campo, começou tentando pressionando, mas pouco criou na linha de frente. Consciente e administrando o resultado, o Peru jogava apenas no contra-ataque. Aos 19, Farfán perdeu mais uma chance na partida cara a cara com Quiñonez. 

Discreto no segundo tempo, Guerrero apareceu aos 28 para dar o golpe de misericórdia e confirmar a sua noite iluminada. O atacante do Flamengo aproveitou o vacilo de Brejano, invadiu a área sozinho e tocou na saída de Quiñonez para fazer o seu terceiro gol na partida, e praticamente sacramentar a classificação peruana. 

Com a partida quase decidida, Guerrero ainda teve pelo menos mais duas chances de deixar sua marca, mas desperdiçou em um peixinho que saiu pelo lado e em uma tentativa de voleio, desviada pela zaga boliviana. Já quase no fim da partida, aos 39, Marcelo Moreno ainda fez o de honra da Bolívia, mas foi incapaz de ofuscar a noite inspirada de Paolo Guerrero, que garantiu a vaga do Peru na semifinal da Copa América.

FICHA TÉCNICA

BOLÍVIA 1x3 PERU

Estádio: Temuco (CHI)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Gols: Guerrero (Peru, aos 20' , aos 22' do 1ºT e aos 28' do 2ºT) e Marcelo Moreno (Bolívia, aos 39' do 2ºT)
Cartões Amarelo: Pablo Escobar, Brejano, Marcelo Moreno, Pedriel (Bolívia) e Gallese (Peru)
Cartões Vermelho: -

BOLÍVIA: Quiñonez, Hurtado (Pablo Escobar, intervalo), Coimbra, Raldés, Zenteno e Morales (Alcides Peña, intervalo e Pedriel, aos 25' do 2ºT); Bejarano, Chumacero, Smedberg e Lizio; Marcelo Moreno. Técnico: Maruicio Soria

PERU: Gallese, Advíncula, Zambrano, Ascues e Juan Vargas; Yotún, Retamoso e Cueva (Reyna, aos 36' do 2ºT); Farfán (Hurtado, aos 31' do 2ºT), Claúdio Pizarro (André Carrillo, aos 16' do 2ºT) e Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.


Últimas de _legado_Copa América