Por jessica.rocha

Rio - A eliminação precoce da seleção brasileira para o Paraguai, no último sábado, na Copa América, ainda é assunto. Após o adeus do Brasil nos pênaltis, muito se foi contestado da equipe e a desconfiança começa a cair para o técnico Dunga. Porém, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Marco Polo Del Nero, tratou de sair em defesa do treinador brasileiro e aproveitou parar citar as ausências de Oscar, Luiz Gustavo, Marcelo, Danilo e Neymar no elenco.

Após eliminação, Del Nero saiu em defesa do técnico DungaEfe

"É importante ressaltar que pretendo tê-los até 2018 passando pelas eliminatórias e as Olimpíadas. Há de se afirmar que o Dunga ganhou 11 partidas com uma equipe e, quando foi para a Copa América, perdeu cinco titulares, incluindo o Neymar", disse Del Nero, em entrevista ao jornal “Folha de São Paulo”.

Del Nero também minimizou os últimos resultados negativos do Brasil e ressaltou o equilibrio das Seleções Sul-Americanas na Copa América. Questionado sobre a eliminação do último sábado, o presidente fez vista grossa e apontou o erro individual de Thiago Silva. 

"As seleções estão no mesmo nível, com favoritismo argentino por conta de possuir no elenco o Messi. A nossa foi desclassificada por um erro de um atleta. Sobre os penais perdidos, já assistimos a grandes estrelas perderem até na Copa do Mundo", finalizou o mandatário. 

Dunga terá uma reunião com a cúpula da CBF nesta terça-feira e, ao que tudo indica, é provavél que o treinador seja mantido no cargo. 


Você pode gostar