Por fabio.klotz

Rio - O ex-atacante Ronaldo saiu em defesa das manifestações sobre educação no país e acha que os brasileiros precisam lutar por seus direitos. O Fenômeno usou um exemplo de seu cotidiano para reclamar da segurança pública no Brasil.

Ronaldo sai em defesa dos protestos pelo paísEfe

"Temos de lutar por educação melhor, saúde melhor. A gente vive isso. Eu, por exemplo, gasto mais de R$ 1,5 milhão por ano em segurança particular e acho que temos setores que precisam melhorar muito", afirmou o membro do Comitê Organizador Local, que garantiu ter sido operado duas vezes na França, mas em hospital público:

"Muita gente me criticou por operar em Paris, mas foi em hospital público. Eu bem queria poder ter vindo operar em um hospital público no Brasil", criticou.

O Fenômeno garantiu ver com bons olhos as reivindicações do movimento de jogadores intitulado Bom Senso Futebol Clube, que pede 30 dias de férias, além de multas para clubes que não cumprem suas obrigações financeiras.

"Ainda tenho que ler mais sobre o assunto, mas só o nome do movimento já me agrada. Os jogadores precisam mesmo de descanso e de um calendário razoável. Se todos participarem do processo, jogadores, federações e TV, todos vão sair contentes", disse.

Você pode gostar