Por bernardo.argento

O Atlético de Madrid divulgou um vídeo nesta quarta-feira com Diego Costa explicando os motivos que o levaram a escolher a seleção da Espanha, para jogar a Copa do Mundo de 2014. O atacante preferiu a Fúria, mesmo depois do técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, ter manifestado o desejo de contar com o jogador.

"Foi uma decisão bastante complicada porque estive entre o país no qual nasci e o país que me deu tudo, que é a Espanha. Pensei e decidi jogar pela Espanha. Foi aqui que alcancei os meus objetivos e tive um crescimento em minha vida pessoal. Então eu tenho um carinho especial pela Espanha e sinto o carinho das pessoas diariamente", afirmou o atleta.

Diego Costa afirmou, sem deixar dúvida, que em nenhum momento vai deixar à sua cidadania brasileira. O atacante ainda disse que possui um carinho especial pelo Brasil e um dia pretende voltar ao país.

"Em nenhum momento renunciei à minha cidadania brasileira, simplesmente aqui eu me sinto valorizado. Tudo o que sou eu devo à Espanha. Ainda tenho familiares no Brasil, onde nasci, e onde pretendo voltar a viver. Espero que as pessoas entendam e respeitem essa difícil decisão," resumiu.

Sobre a expectativa de vestir a camisa da seleção espanhola, o atacante afirmou que vai dar o seu melhor para justificar a confiança do técnico Vicente Del Bosque. Além disso, Diego Costa perguntou ao treinador se seria bem aceito pelo grupo, já que é um atleta naturalizado.

"É uma coisa importante defender uma camisa com este peso. A partir do momento que Vicente Del Bosque me convoque vou dar tudo, cada minuto que estiver em campo. Sempre joguei assim, e será assim quando jogar por uma seleção que vem ganhando todos os títulos. O importante é que o grupo sempre esteve de acordo com a minha chegada, conversei com o treinador sobre isso e ele disse que todos estavam de acordo", disse


Você pode gostar