Uruguai vai à luta contra a Jordânia

Pela 4ª vez seguida na repescagem mundial, Celeste precisa confirmar o favoritismo diante dos asiáticos

Por O Dia

Uruguai - Bicampeão mundial, bicampeão olímpico, recordista de títulos continentais (15) e atual campeão da Copa América. Dono de currículo tão vencedor, o Uruguai coloca seu prestígio em jogo contra a Jordânia, nesta quarta, às 13h (horário de Brasília), no Estádio Internacional Rei Abdullah II, em Amã, de olho em uma vaga na Copa de 2014.

Detalhe: sem se envergonhar com mais uma disputa na repescagem — é a quarta vez seguida que a Celeste luta pela classificação nessa fase. Em 2001, eliminou a Austrália; em 2005, foi batida pela seleção da Oceania; e, em 2009, passou apertado pela Costa Rica.

Uruguai quer voltar ao Brasil em 2014Efe

Tal situação não abala a confiança de Forlán. Ele aponta sua equipe como favorita nos dois confrontos — o outro será na próxima quarta-feira, em Montevidéu — contra um adversário que ocupa apenas o 70º lugar no ranking da Fifa e sonha disputar o seu primeiro Mundial (os uruguaios, em sexto no ranking, estão atrás da 12ª participação em Copas em sua gloriosa história).

“Nós passamos por uma situação delicada nas Eliminatórias. Estava difícil conseguir a classificação, mas o que vale é que hoje ainda estamos disputando uma vaga. Temos dois jogos a mais pela frente e, mesmo respeitando a Jordânia, somos favoritos. A única coisa que importa é ir ao Mundial”, observa o melhor jogador da Copa de 2010.

Adversário não amedronta

Confiante, Forlán nem sequer imagina uma eliminação diante dos ‘Nashama’ (Valentes), como a seleção jordaniana é chamada pelos torcedores.

“Nosso povo não vai entender se o Uruguai não se classificar para a Copa. Principalmente por ser no Brasil. Temos que fazer tudo para não decepcioná-lo”, frisa Forlán, um dos artilheiros no Mundial da África do Sul, com cinco gols, ao lado de David Villa (Espanha), Sneijder (Holanda) e Müller (Alemanha).

Ciente de sua inferioridade técnica diante do Uruguai, a Jordânia está unida por um sentimento de patriotismo na luta pela vaga no Mundial. A meta é repetir os resultados obtidos na Eliminatória, com vitórias sobre o Japão e a Austrália — equipes já classificadas à Copa de 2014 — nos jogos disputados em Amã.

Últimas de _legado_Copa do Mundo