Por pedro.logato
Rio - A camisa da seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2014 foi lançada a menos de duas semanas, mas pode ser barrada antes mesmo de ser utilizada. Acontece que o uniforme desrespeita o estatuto da CBF.
Uniforme do Brasil passa por polêmicaErnesto Carriço / Agência O Dia

No novo modelo, a palavra "Brasil" não está incluida abaixo do símbolo da CBF, o que desobedece o documento que regula o funcionamento da entidade. O atual modelo não pode nem ser utilizado na sua estreia que está marcada para o março, em amistoso, contra a África do Sul, em Johannesburgo.

O termo "Brasil" é utilizado em uniformes da Seleção desde 1982. A exclusão do nome do país não é permitida, segundo o capítulo três do estatuto, que trata dos "símbolos e insígnias" da entidade.
Publicidade
No entanto, a CBF firmou que a decisão de retirar o nome do país foi decidida de forma preliminar, até que os integrantes da assembléia-geral se reunam no Rio em abril para votar a mudança do estatuto. A Nike, por sua vez, informou que a mudança foi aprovada pela CBF.