Por pedro.logato
Rio - Luiz Felipe Scolari ainda não convocou os 23 jogadores que disputarão a Copa do Mundo no Brasil, mesmo assim, já é possível falar que o treinador teve muito pouco a aproveitar de seu antecessor. Dos 31 jogadores com chances de ir ao Mundial, no máximo seis estiveram na África do Sul em 2010: Julio Cesar, Daniel Alves, Maicon, Thiago Silva, Ramires e Robinho.
Luiz Felipe Scolari montou base forteDivulgação

O imediatismo da era Dunga ainda mostra jogadores que não conquistaram a torcida e que a capacidade de disputar um Mundial ficou longe da unanimidade no país. Foi assim com Doni, Grafite e Josué. Além deles, Afonso Alves, Morais, Bobô e Gladstone surpreenderam o Brasil ao serem convocados.

O menor legado de uma Copa para outra aconteceu em três Mundiais. De 1954 para 58, de 74 para 78, e de 50 para 54, apenas cinco atletas foram aproveitados, sendo esta última uma verdadeira caça às bruxas e até o uniforme da Seleção foi trocado do branco para o amarelo.

O único bicampeonato que a seleção brasileira conquistou, em 1958 e 1962, foi, coincidentemente, o período em que o maior legado acabou aproveitado. Catorze campeões mundiais na Suécia foram fundamentais no Mundial do Chile, trazendo o segundo título.
Publicidade
Em 1994, o técnico Carlos Alberto Parreira chamou 10 jogadores que haviam participados da pífia campanha de 90. E deu resultado. A equipe, com Romário, Bebeto e Taffarel, que estiveram na Copa anterior, trouxe o caneco.
O LEGADO DE SCOLARI
Publicidade
Se Felipão teve que se virar para formar uma seleção brasileira, seu sucessor já tem uma base pronta e apenas precisará buscar peças em posições específicas.
Do grupo atual, 14 jogadores terão menos de 31 anos no Mundial da Rússia em 2018. São eles: Marcelo, Dedé, David Luiz, Jô, Neymar, Lucas Moura, Paulinho, Luiz Gustavo, Willian, Ramires, Fernando, Marquinhos, Bernard e Leandro Damião.

Dos que irão à Copa deste ano, apenas os goleiros e os laterais direitos de Luiz Felipe Scolari dificilmente estarão no próximo Mundial por causa da idade.
Publicidade
Para as posições, o próximo treinador pode recorrer a jogadores convocados por Mano Menezes para a Olimpíada de Londres, em 2010. Os goleiros Rafael e Neto, que atuam no Napoli e Fiorentina, respectivamente. Na lateral-direita, Danilo do Porto e Rafael, do Manchester United foram as opções na época.