Por rodrigo.hang

México - O ex-jogador Hugo Sánchez é uma das lendas do futebol mexicano. Com a Copa do Mundo se aproximando, o ídolo local deu uma dica à seleção de seu país. Para o ex-atacante do Real Madrid, clube pelo qual mais fez história, a equipe comandada por Miguel Herrera tem que "esquecer" do confronto com o Brasil, por acreditar ser a maior força do Grupo A, e focar nas partidas contra os dois outros times da chave: Camarões e Croácia.

Sánchez diz que México briga pela segunda vaga do Grupo A do MundialEfe

"Acredito que Camarões e Croácia são as duas equipes a serem batidas. O México e essas outras duas seleções vão estar brigando pelo segundo lugar da chave, já que o Brasil, por razões óbvias, deverá estar classificado", disse Sánchez.

O ídolo mexicano também comentou sobre a qualidade da seleção. Para Hugo Sánchez, o técnico Miguel Herrera, que está desde outubro de 2013 no comando da equipe, não teve tempo suficiente para montar o time. Ele também lembrou que o tradicional América do México é o clube que mais cede jogadores ao selecionado.

"É difícil se colocar no lugar do treinador que não tem muito tempo para formar uma equipe. A base que ele montou foi com o América", comentou, para em seguida falar sobre a importância de convocar jogadores que atuam no Velho Continente.

"Os jogadores que atuam na Europa e mostram desejo de estar na seleção, claro que devem ser chamados. É preciso se apoiar nessa experiência dos atletas que atuam no futebol europeu", concluiu.

Hugo Sánchez jogou pela seleção mexicana de 1977 a 1998. Ele foi convocado para a Copa do Mundo de 1978, na Argentina; 1986, no México e 1994, nos Estados Unidos. O ex-jogador comandou o selecionado do seu país em 2006, após o Mundial da Alemanha, e ficou no cargo até 2008.

Você pode gostar