Por bernardo.argento

Rio - A temporada europeia está perto do fim. O Campeonato Alemão terminou ontem. O Inglês acaba hoje, enquanto Itália, Espanha, França e Rússia encerram as atividades na próxima semana. Os jogadores da seleção brasileira terão duas semanas de férias até se apresentarem, dia 26, ao técnico Luiz Felipe Scolari para o período de treinos antes da Copa do Mundo. Alguns deles parecem precisar muito desse descanso, já que a temporada foi puxada.

Dos 23 convocados, quem mais jogou foi Thiago Silva, que defendeu o Paris Saint Germain em 25 ocasiões (ou 2.100 minutos), seguido de perto por Daniel Alves, do Barcelona, com 23 aparições e Willian, do Chelsea, que disputou 24 partidas, sendo titular em 20.

Atacante Hulk tem ótima média de gols pelo Zenit Alan Morici / Agência O Dia

A importância dos brasileiros nos campeonatos europeus tem dois lados. Por um, eles ganham experiência ao jogar com e contra os melhores jogadores do mundo. Por outro, chegarão ao Mundial no Brasil mais cansados pelo acúmulo de partidas e responsabilidades.

“Thiago está fisicamente e mentalmente exausto. Por isso, ficará fora para começar a pensar na Copa do Mundo”, disse Laurent Blanc, treinador do PSG, que poupou o jogador do duelo contra o Lille, ontem, pela penúltima rodada, já que o PSG foi campeão por antecipação na França.

No outro lado da moeda, quem menos entrou em campo foi o goleiro Julio Cesar, com apenas 720 minutos defendendo o Toronto. Até o fim de janeiro, Julio estava encostado no QPR. Sem encontrar uma equipe para jogar, acertou com o time canadense que disputa a Major League Soccer. Ele ainda terá mais dois jogos pela frente antes da apresentação.

Quem também jogou pouco em 2014 foi o atacante Hulk, mas com uma eficiência impressionante. Em dez jogos disputados pelo Zenit, nove gols, média de um gol a cada 98 minutos. Vale ressaltar que o Campeonato Russo ficou parado de 8 de dezembro a 8 de março por causa do rigoroso inverno no país. Assim, Hulk chegará ao Mundial descansado e pronto para brilhar no time de Luiz Felipe Scolari.

Reportagem: Lucas Calil 

Você pode gostar