Por bernardo.argento

Rio - Um drama, com final feliz, comoveu torcedores e jornalistas, nesta sexta-feira, na porta da Granja Comary. Lucas Leite, 14 anos, que tem paralisia cerebral, sentado em sua cadeira de rodas, alimentou por quase nove horas a esperança de conhecer seus ídolos, Fred e Neymar. Aos prantos, sua mãe, Isabel Leite, estava prestes a desistir de realizar o sonho de seu filho, quando um funcionário da CBF surgiu com a boa notícia: hoje, o menino poderá assistir ao treino da Seleção pela manhã.

Isabel e Lucas saíram de casa por volta das 9h. Ainda sorridentes, fizeram plantão no portão de entrada da Granja Comary, onde os seguranças conferem quem está credenciado para acessar o Centro de Treinamento. Com o passar das horas, porém, alegria e esperança se transformaram em apreensão.

Esforço de Isabel vai realizar desejo do filho de ter contato com os ídolosVitor Machado / Agência O DIA

Torcedores e jornalistas que passavam pelo local se solidarizavam com a história. Dois repórteres se engajaram na causa e foram pedir para o assessor da CBF intervir. A promessa de que Lucas poderia assistir ao treino da tarde jogou luz sobre o panorama sombrio e iluminou os olhos de Isabel, que logo se encheram de lágrimas quando ela percebeu que nada aconteceria.

"É o sonho dele ver o Fred e o Neymar. Ele está eufórico desde que soube que a Seleção vinha para cá. Pelo amor de Deus, é só para tirar uma foto com o meu filho", desabafou Isabel, por volta das 17h30.

De repente, porém, o choro se transformou em sorriso. Lucas, que não fala, apenas se comunica por sinais, recebeu a notícia de que, neste sábado, poderá assistir ao treino. Além disso, pôde entrar para conhecer a estrutura montada para a imprensa e ganhou um mini-craque do Thiago Silva. Não foi tão fácil como para Luciano Hulk, mas a CBF provou, na sexta-feira, que a força da solidariedade é capaz de quebrar qualquer regra.

"Ele ficou muito feliz com os presentes. Amanhã (hoje), nós vamos chegar por volta de 8h30, para poder ver o treino das 10h30", comemorou Isabel.

Você pode gostar