Por victor.abreu
Lateral reserva conversou com os jornalistas neste sábado, na Granja ComaryDivulgação

Rio - Na sombra de Daniel Alves, Maicon já teve status de titular da Seleção Brasileira. Hoje na reserva, o lateral-direito falou durante a coletiva de imprensa sobre o clima vivido no ambiente da concentração.

Remanescente do grupo que esteve na Copa da África do Sul, em 2010, o jogador também relembrou o seu 'renascimento' com a amarelinha.

"Claro que depois da Copa de 2010, fiquei muito triste. Mas o meu objetivo era de continuar. Disputei a Copa América, comecei na reserva e depois ganhei posição. Na minha vida sempre foi assim. E agora não vai ser diferente. Os últimos anos foram difíceis para mim. Mas continuei o trabalho e fui recompensado", disse.

Para ganhar a vaga de titular, o lateral prega respeito ao companheiro Daniel Alves. Mas o jogador da Roma sabe que com o técnico Luiz Felipe Scolari, o trabalho e o esforço nos treinamento podem gerar 'prêmios'.

"A mentalidade sempre é treinar forte. Não temos para onde correr. Vivemos esse clima de Copa do Mundo", comentou.

Durante a tarde deste sábado, os jogadores vão ganhar uma folga nos treinamentos na Granja Comary. Os atletas comandados pelo técnico Luiz Felipe Scolari vão receber a visita de familiares na concentração em Teresópolis.

Você pode gostar