Por pedro.logato

Rio - Sem ter finalizado as obras de infraestrutura e com estádios fora do prazo de entrega, o Brasil se apresentou para jornalistas estrangeiros ontem, na inauguração do Centro Internacional de Transmissão da Copa (IBC, em inglês), no Riocentro. Coube ao prefeito Eduardo Paes ser o anfitrião e avisar aos gringos que não encontrarão a qualidade dos eventos na Europa.

“Este é um país que não atingiu o nível de desenvolvimento do Primeiro Mundo. Quem chegar ao Brasil imaginando que está na Inglaterra vai se frustrar. Sem dúvida o Rio é muito melhor que Londres, mas o Brasil e suas desigualdades têm que ser comparados com ele mesmo há 20 anos”, disse Paes, que exaltou as melhorias: “O Rio é uma cidade que vem se transformando, não esconde a pobreza. Chamamos a atenção da imprensa internacional para observar as transformações pelas quais o Brasil passa.”

Pezão%2C Valcke e Paes estiveram presentes na inauguração do IBCAndré Luiz Mello / Agência O Dia

Depois de muitas críticas aos atrasos nas obras dos estádios, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, avisou com ironia. “Para quem tinha alguma dúvida, a Copa começou hoje, com a abertura do IBC”, disse Valcke, que não deu entrevista e chamou a atenção ao comprar um sorvete pagando com uma nota de R$ 100.

Se a Copa já começou para a Fifa, o palco de abertura ainda deixa a desejar. O Itaquerão mostrou deficiências no evento-teste entre Corinthians e Botafogo (problemas na entrada e em serviços) e não foi testado com a capacidade máxima. Apesar disso, o diretor geral do Comitê Organizador Local (COL), Ricardo Trade, ficou satisfeito: “Teste é pra isso, para averiguar o que pode melhorar. Não houve nenhum problema grande. Podemos fazer alguns testes para compensar o fato de não ter tido a entrega em dezembro. Ter 40 mil pessoas em dos dois jogos foi suficiente”.

ESTRUTURA GIGANTE

Com 55 mil m², o IBC receberá cerca de 15 mil profissionais de 86 empresas que têm direito a transmitir a Copa (17 terão um estúdio). O espaço também será usado para a Fifa monitorar os 64 jogos do torneio. A expectativa é de que sejam geradas mais de 5 mil horas de imagens.

Você pode gostar