Alemanha e Portugal fazem um clássico de superação

Schweinsteiger e CR7 superam dores para não perder o duelo na Fonte Nova

Por O Dia

Bahia - Vale de tudo para jogar uma Copa, e nem mesmo os limites impostos pelo corpo são obstáculos. Foi isso que Schweinsteiger e Cristiano Ronaldo fizeram desde que chegaram ao Brasil. O primeiro, que não está totalmente recuperado de uma pancada no pé esquerdo, é fundamental para a engrenagem do futebol coletivo da Alemanha. Sem CR7, o melhor do mundo nesta temporada e que ainda tenta vencer uma incômoda tendinite no joelho esquerdo, Portugal não é Portugal. Por isso, nesta segunda, às 13h, ambos vão para o sacrifício, superar a dor e medir forças na Fonte Nova.

Um dia depois de ter deixado a concentração de helicóptero para realizar exames em uma clínica a 60 quilômetros da concentração da Alemanha, Schweinsteiger trabalhou sem problemas no reconhecimento do gramado. O goleiro Neuer tratou de acabar com as dúvidas. “Ele está pronto e já havia sido examinado em Munique, mas foi levado a uma clínica porque queria saber mais sobre a sua condição física”, revelou.

Schweinsteiger vai para o jogo desta segundaCarlos Moraes / Agência O Dia

A cautela tem fundamento. Schweinsteiger, ao lado de Özil e Müller, formam a espinha dorsal da equipe, uma das favoritas ao título. Mas em nenhum momento a preocupação alemã com ele foi maior que a dos portugueses com Cristiano Ronaldo, que outra vez utilizou uma proteção para treinar. E, mesmo com dor, ele garantiu presença em campo:

“Queria estar cento e dez por cento, mas estou cem por cento. Acredito que seja suficiente para poder ajudar os meus companheiros”, afirmou o camisa 7, deixando o enorme ego que possui de lado para admitir: “Queria estar sem dores, mas isso faz parte da rotina de um jogador e estou bem. Ossos do ofício.”

Ainda não se sabe se a coletividade da Alemanha com Schweinsteiger terá sucesso sobre o brilho protagonista de Cristiano Ronaldo em Portugal. Entretanto, nas últimas quatro competições da Fifa, os dois países se enfrentaram em três ocasiões — Copa de 2006 e nas duas últimas Eurocopas (2008/12) — e os germânicos venceram. A freguesia está perto do fim, garantiu o gajo.

“O Real não vencia o Bayern e a Liga dos Campeões há muito tempo e mudamos isso. Podemos mudar também esse histórico contra a Alemanha”, disse CR7.

Ronaldo a um passo de nova marca histórica

Cristiano promete%3A 'Estou pronto para ajudar Portugal'Carlos Moraes / Agência O Dia

Em março, Cristiano Ronaldo tornou-se o maior goleador da história da seleção de Portugal ao ultrapassar Pauleta, que tinha 47 gols. De lá para cá, o camisa 7 não parou, voltou a balançar a rede e está a um feito de alcançar a marca de 50 gols.

Os números do atleta na última temporada impressionam. Em 47 jogos pelo Real Madrid, Cristiano Ronaldo marcou 51 vezes. Com a camisa de Portugal foram sete jogos e mais 12 gols. Com o pé direito, foram 29, com o pé esquerdo, 10. De cabeça, Cristiano Ronaldo anotou outros oito gols, completando a lista com mais 16, somando as cobranças de faltas e de pênaltis.

E o jogador prometeu tentar manter o alto nível no Mundial. “As últimas temporadas têm sido parecidas. Este, portanto, pode ser o melhor momento da minha carreira e quero continuar podendo ajudar a minha equipe”, disse.

Português preocupa o goleiro Neuer

Apenas a primeira rodada? Não é o que goleiro Manuel Neuer pensa. Considerado um dos melhores em sua posição, ele acredita que o duelo entre Alemanha e Portugal é digno de uma final de Copa do Mundo. Com o trauma recente de ter sofrido dois gols no segundo jogo da semifinal da Liga dos Campeões para o camisa 7 do Real Madrid, Neuer pediu cuidado aos seus companheiros.

“Não sei se ele está totalmente recuperado e só vamos poder ver isso em campo. Mas Cristiano Ronaldo é o jogador mais perigoso que poderíamos encarar neste momento”, elogiou o goleiro, que acrescentou:

“Sabemos que temos um adversário forte e muito bem sucedido nos últimos anos. É como se fosse uma final antecipada.”

Últimas de _legado_Copa do Mundo