Mesmo com policiamento, cambistas circulam sem problemas no Maracanã

Ingressos para Argentina x Bósnia eram vendidos por valores acima de R$ 2.000 nos arredores do estádio

Por O Dia

Rio - Apesar da grande presença policial nos arredores do Maracanã, cambistas agiam livremente antes do início da estreia Argentina na Copa do Mundo. Eles só aceitavam vender cada ingresso por R$ 2.500 e alguns até convertiam o valor para dólar, a fim de facilitar a vida de possíveis compradores.

Torcedores sem bilhete também tentaram arrumar algum até a última hora. Nas ruas do entorno do estádio, vários carregavam cartazes com a frase "Compro ingresso". Em um deles, estava escrito até o valor máximo que o turista aceitava pagar: R$ 2.000.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Os argentinos tomaram conta dos acessos ao Maracanã e, com cantos de provocação aos brasileiros, faziam a festa toda vez que uma câmera de TV se aproximava. O cântico mais entoado pelos hermanos dizia que Maradona é maior que Pelé. Mesmo com grande presença de brasileiros, o clima foi amistoso, ou melhor, "fair play", como a Fifa gosta de chamar.

Últimas de _legado_Copa do Mundo