Com gol-relâmpago e jogo disputado, Estados Unidos batem Gana em Natal

Dampsey marca o gol mais rápido desta edição do Mundial, com menos de um minuto de partida. Time africano chega ao empate, mas americanos fazem mais um e vencem na estreia

Por O Dia

Rio Grande do Norte - Estados Unidos e Gana protagonizaram mais uma partida movimentada nesta Copa do Mundo. As duas seleções estrearam na competição nesta segunda-feira, na Arena das Dunas, em Natal, apostando na garra dos jogadores para buscar a vitória. Os americanos se deram melhor e venceram por 2 a 1. O gol marcado por Dempsey saiu logo com 30 segundos de partida, o mais rápido do Mundial até o momento. Na volta para o segundo tempo, o time africano chegou ao empate, aos 37 minutos, com André Ayew, mas os americanos fariam mais um, com Brooks, aos 41, para dar números finais ao jogo.

GALERIA: As imagens da vitória americana sobre Gana

Na próxima rodada os americanos enfrentam Portugal dia 22, às 19h, na Arena Amazônia, em Manaus. O jogo promete fortes emoções, já que a equipe de Cristiano Ronaldo vai precisar vencer, pois foi goleada por 4 a 0 para a Alemanha, na Arena Fonte Nova, em Salvador. A seleção de Gana mede forças com o time alemão, líder do Grupo E, dia 21, às 16h, na Arena Castelão, em Fortaleza.

Dempsey entra na área e chuta forte para abrir o placar para os americanos contra GanaReuters

O JOGO

A vontade de ir longe dos Estados Unidos, motivada pelo técnico alemão Jürgen Klinsmann (campeão mundial em 1990, na Itália), começou logo aos 30 segundos de jogo. Dempsey recebeu passe de Jermaine Jones, pelo setor esquerdo, dominou e protegeu a bola. O atacante entrou na área, deu bom corte em John Boye e chutou no canto esquerdo do goleiro Kwarasey, para marcar o gol-relâmpago, o mais rápido do Mundial até o momento. O camisa 8 foi eleito pela Fifa o melhor jogador em campo.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Mesmo com o gol tomado, Gana não entrou em pane. Querendo igualar a melhor campanha de sua história em Copas (chegou às quartas de final de 2010, sendo eliminado pelo Uruguai, nos pênaltis), a equipe africana passou a dominar o jogo.

Aos 14 e 17 minutos chegou com perigo, acionando o atacante Asamoah Gyan, que não teve sucesso nas finalizações. A resposta americana veio aos 19 minutos. Em rápido contra-ataque, Bedoya surgiu pela ponta direita e tocou para dentro da área adversária. A bola sobrou nos pés de Altidore, que bateu travado, facilitando a defesa de Kwarasey.

André Ayew chuta para marcar o gol de empate de Gana%2C aos 37 minutos do segundo tempoReuters

Gana voltou a levar perigo aos 28 minutos. Kwadwo Asamoah entrou pela ponta direita da área, mas foi desarmardo pela zaga dos Estados Unidos, Atsu pegou o rebote e mandou ao lado da meta de Howard. No lance seguinte, Gyan, de novo, arriscou bom chute para a defesa do goleiro americano.

LEIA MAIS: Confira a tabela e a classificação da Copa do Mundo

Antes do término do primeiro tempo, um lance ríspido, entre o ganês Muntari e Jones. O clima esquentou, mas o árbitro não puniu os jogadores. Na última jogada da etapa inicial, Atsu, um dos jogadores mais acionados da equipe de Gana, entrou na área e tocou para Ayew, que chutou mal, desperdiçando a chance de empatar.

Gana voltou melhor para  o segundo tempo. Precisando empatar o jogo, a equipe comandada pelo técnico Kwesi Appiah chegou com perigo em lances seguidos, aos 10 e 11 minutos, Atsu, em chute de longe, e Muntari, cabeceando, levaram perigo a meta de Howard. Dois minutos depois, Asamoah Gyan recebeu ótimo lançamento de longe e emendou de cabeça, para defesa do arqueiro americano. 

Aos 23, os Estados Unidos quase aumentaram o placar. O meia Bedoya cobrou escanteio com veneno, Kwarasy já estava batido no lance, mas a bola passou por todo mundo e saiu na linha de fundo. Aos 34, os americanos tiveram nova chance de aumentar o placar, com Dampsey, autor do gol do jogo. O jogador do Seattle Sounders arriscou da entrada da área, para boa defesa do goleiro ganês.

Brooks cabeceia para marcar o gol da vitória americana na Arena das DunasReuters

Apesar das duas jogadas americanas, Gana não estava batida, e continuava demonstrando o empenho da segunda etapa. Aos 37 minutos, André Ayew tabelou com Gyan e recebeu com boas condições de chutar. A batida do jogador lavou a alma da equipe africana, que chegou ao empate: 1 a 1.

Mas Gana ainda seria castigada. O zagueiro Brooks, que entrou no lugar de Besler, aproveitou cobrança de escanteio aos 41 minutos, subiu mais que os defensores de Gana para cabecar firmemente, sem chances para o goleiro da equipe africana e confirmar a vitória americana na Arena das Dunas.

FICHA TÉCNICA

Estados Unidos 2 x 1 Gana

Estádio: Arena das Dunas (Natal)
Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia)
Gols: Dempsey (1'1ºT), André Ayew (37'2ºT), Brooks (41'2ºT)
Cartão Amarelo: Rabiu (30'1ºT), Muntari (46'2ºT)
Cartão Vermelho : -
Público: 39.760 tocedores

ESTADOS UNIDOS: Howard; Beasley, Besler (Brook), Cameron e Fabian Johnson; Jermaine Jones, Bradley, Bedoya (Zusi) e Beckerman, Dempsey e Altidore (Johannsson)

GANA: Kwarasey; Opare, John Boye, Mensah e Kwadwo Asamoah; Rabiu, Muntari e André Ayew; Jordan Ayew (Prince Boateng), Asamoah Gyan e Atsu (Albert Adomah)

Últimas de _legado_Copa do Mundo