Estação Maracanã: Os craques e a volta do 'Brasileirão'

Copa do Mundo deixou os brasileiros mal acostumados

Por O Dia

Rio - Maior decepção entre os cotados para conquistar o título de craque da Copa, Cristiano Ronaldo esteve ontem tão irreconhecível que chegou a jogar despenteado. Três chutes a gol, um ou outro drible e duas teimosas mechas de cabelo sobre a testa resumem a atuação do jogador, que chegou a ser vaiado. O zagueiro Pepe não decepcionou: violento como sempre, foi expulso no primeiro tempo. Exemplo de regularidade, sua ausência reforçará Portugal contra os Estados Unidos.

Alemanha teve grande atuação contra PortugalReprodução Internet

Já Alemanha jogou tudo aquilo que temíamos. O time é firme na defesa, rápido e criativo no meio campo e incisivo no ataque. Resta torcer para que aquela história de posar para fotos com cocar tenha o efeito de sempre e derrube os alemães mais à frente. Pior é jogar aquele bolão e, como prêmio, receber a visita da Angela Merkel.

Tão terrível como depois de uma vitória ser obrigado a encarar a chanceler no vestiário será o nosso reencontro, daqui a um mês, com nossos times de coração. Vai ser duro trocar Robben, Pirlo, Benzema, Müller, Neymar, Oscar e Messi por nossos esforçados jogadores. O argentino jogou abaixo do esperado, mas bateu a falta que gerou o primeiro gol e fez o segundo. Este, naquela jogada de pegar a bola ali pelo lado direito, correr para esquerda, chutar e marcar. Ele fez de novo.

Por falar nos argentinos, é patética a insistência deles em gritar que Maradona é melhor que Pelé. Lembra o meu tio Flávio que disse para o sobrinho Ronaldo que se ele comesse angu pensando em pudim, a mistura de água e farinha de milho ficaria com o gosto do doce. Nunca ficou, claro.

Últimas de _legado_Copa do Mundo