De Rossi diz que Itália joga 'com estilo inventando por Cesare Prandelli'

Volante diz que não tem vaga garantida na equipe titular da Azzurr e prega respeito ao próximo adversário, a Costa Rica

Por O Dia

Rio - O meia italiano Daniele De Rossi é cauteloso com relação à Espanha, seleção que não descarta apesar do seu decepcionante início na Copa do Mundo e à qual o jogador classifica como criadora de uma escala, embora nada tenha a ver com a da Itália, que joga com o "estilo inventado por Prandelli".

De Rossi mostra confiança no estilo implementado pelo técnico da Itália para passar da fase de grupos na CopaEfe

"Tiki-taka? Prandelli inventou nosso estilo de jogo, adaptando para as nossas características. Não estamos em uma corrida de 50 metros que logo acaba. Jogamos de maneira menos estressante. A bola sempre está com nossos jogadores de qualidade, que não são somente os meias, mas todos", disse o jogador da Roma, que não traça objetivos a curto prazo, por "não fazer sentido", mas se mostrou respeitoso com a Espanha.

Desfalque na estreia, Buffon volta a treinar e deve encarar a Costa Rica

"A seleção pode se levantar perfeitamente. Não é bom eliminá-los antes de tempo. Falamos de uma equipe que criou uma escola. O futebol evoluiu. Agora se trata de recuperar a bola rápido e criar o jogo", acrescentou De Rossi, que reconheceu que a Holanda é a equipe que mais lhe impressionou até agora. O meia também disse que rejeita a condição de insubstituível que alguns apontam.

"É um conceito errôneo. Há outros jogadores que podem fazer o que faço inclusive melhor. Thiago Motta, por exemplo, pode recuperar a bola e iniciar o jogo como eu. É um meia mais defensivo, mas com qualidade para tirar a bola", disse.

LEIA MAIS: Confira a tabela e a classificação da Copa do Mundo

"O importante são os pontos e o rendimento. Dizer que nosso meio-campo é o melhor do mundo é exagerado. É uma de nossas forças e tem muitas variáveis. E estamos há algum tempo juntos. É parecido ao que foi mostrado na Copa das Confederações", apontou o meia, que comentou que a Itália respeita a Costa Rica, seu próximo adversário.

"Contra o Uruguai, demonstraram que são uma boa equipe e que tem jogadores interessantes. O calor de Recife nos criará mais problemas porque nossos adversários estão mais acostumados com este clima tropical. O fato de que venceram o Uruguai é quase uma vantagem, elimina qualquer risco de subestimá-los", apontou. O meia da Roma elogiou seu companheiro Andrea Pirlo.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

"É um líder. Sua vontade de se aposentar da seleção me toca a alma porque compartilhamos um quarto há quase dez anos e sempre com grande harmonia. É um exemplo e está recolhendo todo o amor que merece", assegurou.

Últimas de _legado_Copa do Mundo