Enner Valencia marca dois gols, salva o Equador e dá a vitória sobre Honduras

Atacante brilha na Arena da Baixada, em Curitiba, e deixa a equipe sul-americana na segunda posição do Grupo E

Por O Dia

Paraná - Equador e Honduras entraram pressionados em campo, na Arena da Baixada, em Curitiba, tendo que buscar a vitória. Deu certo para a seleção sul-americana, que venceu por 2 a 1, com direito a dois gols do atacante Enner Valencia, que, de quebra, colocou a equipe na segunda colocação do Grupo E, somando três pontos conquistados. A França é a lider da chave, com seis pontos. Com a derrota, Honduras ocupa a última posição e praticamente dá adeus ao Mundial.

Na terceira rodada do Mundial, o Equador joga contra a França, na próxima quarta-feira, dia 25, no Maracanã, às 17h. Honduras fecha participação no Grupo E enfrentando a Suíça, no mesmo dia, na Arena da Amazônia, em Manaus, também às 17h.

Enner Valencia pula para fazer o segundo gol dele e do Equador na partidaReuters

O JOGO

O duelo começou bastante movimentado e com chance de gol para Equador, logo aos três minutos. Caicedo saiu em contra-ataque, passou pela marcação e abriu na esquerda, com Montero. O meia avançou e chutou em diagonal. Valladares espalmou e quase que Caicedo completou para o fundo do gol, mas foi travado pela zaga hondurenha. O troco veio no minuto seguinte. O atacante Carlos Costly arriscou de longe e Domínguez não encaixou, mas a zaga do Equador isolou o perigo.

As duas equipes continuaram se estudando, mostrando empenho e, ao mesmo tempo, buscando erros na zaga adversária. Foi assim que, aos 19 minutos, o zagueiro equatoriano Erazo, que joga no Flamengo, fez ótimo lançamento, do setor defensivo, para o atacante Enner Valencia, que se desvencilhou da marcação de Emilio, fez o domínio e ficou cara a cara com o goleiro de Honduras. A torcida equatoriana presente na Arena da Baixada já gritava gol, mas o jogador bateu para fora, desperdiçando ótima oportunidade para a equipe comandada pelo técnico Reinaldo Rueda.

Apesar do lance, Honduras levou perigo ao goleiro de Equador aos 26 minutos, em cobrança de escanteio. Boniek García bateu bem aberto e o zagueiro Víctor Bernadez, totalmente livre de marcação, cacebeou firmemente, mas para fora. A bola saiu ao lado direito da meta de Valladares.

Quatro minutos depois, Honduras não desperdiçou nova chance para abrir o placar. Após o zagueiro Beckeles isolar a bola para ferente, o atacante Carlos Costly ganhou na dividia com o defensor Guagua, pelo alto, dominou e chutou com força, de esquerda, para o fundo do gol e abriu o placar em Curitiba.

Carlos Costly chuta forte%2C com a perna esquerda%2C para abrir o placar em CuritibaReuters

A festa da equipe da América Central não demorou muito. Aos 33 minutos, Paredes, posicionado na ponta direita, arriscou chute rasteiro, que passou por todos os jogadores das duas seleções até achar Enner Valencia. O camisa 13 se esticou para fazer o toque final e empatar a partida para o Equador.

No fim do primeiro tempo, Honduras quase fez o segundo. Bernárdez cobrou falta com força, a bola passou pela barreira, e Domínguez fez ótima defesa. Aos 46, a seleção comandada por Luis Suárez novamente deu trabalho ao Equador e chegou a marcar o segundo gol, mas o árbtiro anulou o lance. Espinoza recebeu ótimo lançamento, cabeceou na trave e, no rebote, Bengtson apenas escorou, mas de mão. O juiz Benjamim Williams viu lance ilegal e deu cartão amaralo para o camisa 11.

O segundo tempo começou como o fim da primeira etapa: com Honduras atacando. Logo aos 30 segundos, o lateral-direito Beckeles arriscou um bonito chute, no ângulo. Mas o goleiro Domínguez usou bem seu 1,96m para salvar a equipe. Aos 14 minutos, Bengston recebeu bom passe e arriscou o chute de fora da área. A bola bateu em Erazo, mas Domínguez conseguiu espalmar para escanteio.

Mesmo apresentando mais perigo ao gol adversário, foi o Equador que chegou ao segundo gol, aos 20 minutos. Avyoví levantou a bola na área, em cobrança de falta, e Enner Valencia cabeceou firmemente para fazer mais um gol para a seleção em Curitiba: 2 a 1. 

Após o gol, o Equador se sustentou na defesa para segurar o resultado. A seleção hondurenha buscou o gol de empate, mas não conseguiu. Presente na Arena da Baixada, a torcida equatoriana cantava 'olé' e cantava antes do árbitro Benjamin Williams apitar pela última vez na partida.

FICHA TÉCNICA

Honduras 1 x 2 Equador

Estádio: Arena da Baixada (Cuiabá)
Público:
39.224 presentes
Árbitro:
Benjamin Williams (Austrália)
Gols:
Carlos Costly (30' 1ºT), Enner Valencia (33' 1ºT), Enner Valencia (20' 2ºT)
Cartão Amarelo:
Víctor Bernardez (6' 1ºT), Antonio Valencia (11' 2ºT), Montero (34' 2ºT)
Cartão Vermelho:
-

Honduras: Valladares; Beckeles, Víctor Bernardez, Maynor Figueroa e Izaguirre (Juan Garcia); Luis Garrido (Mario Martinez), Jorge Claros, Espinoza e Boniek García (Marvin Chavez); Carlos Costly e Jerry Bengston

Equador: Domínguez; Paredes, Guagua, Erazo e Walter Ayoví; Minda, Noboa, Antonio Valencia e Montero; Enner Valencia e Caicedo

Últimas de _legado_Copa do Mundo