França marca cinco gols na Suíça e fica perto da vaga nas oitavas de final

A tão elogiada defesa suíça falhou diante dos franceses

Por O Dia

Bahia - França e Suíça fizeram um duelo de vizinhos, nesta sexta-feira, na Arena Fonte Nova. Os 'Bleus' venceram a sua segunda partida de goleada, desta vez por 5 a 2. O destaque da partida foi o atacante Karim Benzema, que mesmo perdendo um pênalti, marcou um gol e comandou o ataque francês na Bahia. Ele ainda protagonizou um lance inusitado. Nos acréscimos, fez um golaço, mas a arbitragem havia determinado o fim do jogo.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Antes do jogo, os treinadores promoveram mudanças nas equipes, mesmo ambas tendo vencido a primeira partida da Copa do Mundo. O ataque suíço foi formado por Mehmedi e Seferovic. Na França, Pogba e Griezmann deram lugar a Sissoko e Giroud. Na próxima rodada, a seleção francesa encara o Equador, no Maracanã. Já os suíços vão para Manaus, onde enfrentam Honduras. Ambos os jogos ocorrem no dia 25, quarta-feira, às 17h.

Benzema teve uma atuação de gala em SalvadorReuters

O JOGO

A França começou a partida de forma avassaladora, marcando dois gols em menos de 16 minutos. No primeiro Giroud subiu mais que a zaga, na cobrança de escanteio, e mandou para rede. Na saída de bola, os suíços deram bobeira. Xhaka tentou atrasar a bola, mas Benzema se antecipou e tocou para Matuidi. O volante arrancou em velocidade para tocar na saída do goleiro.

Com mais posse de bola, os franceses dominavam o jogo. A marcação suíça abusou da força para conter as jogadas de ataque. No contra-ataque, os suíços tentavam. Aos 29 minutos, Mehmedi arriscou de fora da área. Lloris espalmou nos pés de Shaqiri, mas o meia mandou para fora.

FOTOGALEIRA: As imagens da vitória da França em cima da Suíça

A resposta da França veio logo em seguida. Benzema invadiu a área e foi derrubado pelo zagueiro Djourou. Pênalti. Na batida, o atacante do Real Madrid mandou no canto direito do goleiro Benaglio, que defendeu. Na sobra, Cabaye carimbou a trave.

Com mais ímpeto no ataque, a França aumentou o placar em um contra-ataque. Na cobrança de escanteio da Suíça, Giroud afastou o perigo e a bola sobrou nos pés de Varane que carregou e lançou para o próprio Giroud. O atacante arrancou até a linha de fundo suíça e cruzou para o meio onde estava Valbuena, na boa, para marcar.

Na retorno do segundo tempo, a Suíça tentava arriscando chutes de fora da área. Mas as subidas ao ataque abriam espaços para a França contra-atacar. Para ajudar na marcação, o treinador Didier Deschamps colocou o jovem volante Pogba na vaga de Giroud, no segundo tempo.

Matuidi marcou um golaço para FrançaReuters

A mudança não alterou o poder de ataque francês. Aos 21 minutos, Pogba lançou Benzema na área. Senderos ainda tentou afastar, mas não conseguiu. De frente para o goleiro, Benzema só teve o trabalho de fuzilar para marcar.

E era mesmo o dia da França. Aos 28 minutos, Benzema rolou na direita para Sissoko, que vinha em velocidade, bater de primeira e marcar. O lance lembrou o gol do Brasil diante da Itália, na Copa de 70, quando Pelé rolou para Carlos Alberto Torres marcar.

Os suíços diminuíram aos 36 minutos. Dzemaili cobrou falta, de longe e com força, na direção da barreira. Benzema levantou a perna e a bola passou em direção ao canto direito do goleiro Lloris, que não alcançou. Este foi o primeiro gol de falta na Copa do Mundo no Brasil.

O segundo da Suíça veio aos 41 minutos, Inler lançou Xhaka dentro da área. O camisa 10 pegou de primeira e marcou o segundo gol suíço, mas a reação parou por aí.

FICHA TÉCNICA

França 5 x 2 Suíça

Estádio: Arena Fonte Nova (Bahia)
Árbitro: Bjorn Kuipers (Holanda)
Público: 51.003
Gols: Giroud (16' do 1ºT), Matuidi (17' do 1ºT), Valbuena (39' do 1ºT), Benzema (21' do 2ºT), Sissoko (21' do 2ºT), Dzemaili (35' do 2ºT) e Xhaka (42' de 2ºT).
Cartão Amarelo: Cabaye (42' do 2ºT)
Cartão Vermelho: nenhum.

Suíça: Benaglio; Lichtsteiner, Von Bergen (Senderos, aos 8' do 1ºT), Djourou, Ricardo Rodrigues; Xhaka, Behrami (Dzemaili, no intervalo), Inler, Shaqiri; Mehmedi e Seferovic (Drmic, 23' do 2ºT). Treinador Ottmar Hitzfeld.

França: Lloris; Debuchy, Varane, Sakho (Koscielny, 20' minutos do 2ºT), Evra; Moussa Sissoko, Matuidi, Cabaye, Valbuena (Griezmann, 37' do 2ºT); Benzema e Giroud (Pogba, aos 17' do 2ºT). Treinador Didier Deschamps.

Últimas de _legado_Copa do Mundo