No atual formato da Copa, apenas uma seleção se classificou com três pontos

Apenas o Chile, em 1998, conseguiu chegar nas oitavas de final somando tão poucos pontos na fase de grupos

Por O Dia

São Paulo - Derrotada em suas duas primeiras partidas, a Inglaterra precisa de uma improvável combinação de resultado para seguir na Copa do Mundo. E jogar contra um pesado retrospecto histórico. Desde 1998, quando o formato do Mundial foi transformado para o atual, somente uma seleção conseguiu se classificar para as oitavas de final somando apenas três pontos.

Depois de perderem para Itália e Uruguai, ambos por 2 a 1, os ingleses vão a campo na próxima terça-feira contra a Costa Rica. Se vencerem, chegam a três pontos. Porém, para continuar com chances de seguir adiante, os comandados de Roy Rodgson precisam torcer para que a Itália supere Costa Rica e Uruguai. Neste caso, com os 100% de aproveitamento dos italianos, a Inglaterra disputaria a vaga no saldo de gols com costarriquenhos e uruguaios.

Gerrad lamenta a derrota para o UruguaiEfe

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Apenas em 1998, primeira edição da Copa com 32 países, um time foi às oitavas de final com três pontos. Foi o Chile, que se classificou depois de três empates em grupo que contava com Itália, Áustria e Camarões. Em 2002, 2006 e 2010, a equipe de pior campanha a chegar no mata-mata tinha somado, pelo menos, quatro pontos. E uma seleção nunca passou com duas derrotas.

A dificuldade da situação estava clara no discurso do técnico da Inglaterra Roy Hodgson. "Sim, acho que nossas chances são muito pequenas", afirmou o treinador após a queda diante do Uruguai na última quinta-feira.

Uma das condições necessárias para a sobrevivência inglesa, a Itália não termina a fase de grupos de um Mundial com três vitórias e 100% de aproveitamento desde 1990, quando jogou em casa.

Reportagem: Pedro Taveira

Últimas de _legado_Copa do Mundo