Argélia joga bem, vence a Coreia do Sul e assume segunda posição no Grupo H

Contando com o apoio da maioria dos torcedores no Beira-Rio, os africanos conseguiram resultado importante neste domingo

Por O Dia

Rio Grande do Sul - Uma avalanche verde e branca passou pelo Beira-Rio. Com amplo apoio dos torcedores que compareceram ao estádio de Porto Alegre, a Argélia fez um primeiro tempo muito forte e derrotou a Coreia do Sul por 4 a 2, neste domingo. O resultado deixou os africanos, que foram os primeiros do continente a marcarem quatro gols em uma partida de Copa do Mundo, em boas condições no Grupo H. Com três pontos, a seleção assumiu a segunda colocação, atrás apenas da Bélgica, que lidera a chave com seis. As equipes da Coreia e da Rússia estão nas últimas posições com apenas um ponto.

A definição sobre os classificados vai acontecer na próxima quinta-feira. A Argélia encara a Rússia às 17 horas, na Arena da Baixada. No mesmo horário, a Coreia do Sul joga contra a Bélgica, no Arena Corinthians. Os Diabos Vermelhos já conseguiram se classificar. A única equipe que garante a vaga com uma vitória simples na rodada final é a africana.

Argélia conseguiu vitória importante e assumiu segunda colocação no Grupo HEfe

O JOGO

Os argelinos começaram a partida mais confiantes e pressionaram os coreanos no seu campo de defesa. Com apenas um minuto, Feghouli finalizou com perigo, após indefinição da defesa asiática. Dois minutos depois, os africanos já tinham motivos para reclamar da arbitragem e o lance se deu novamente em uma jogada do apoiador. Após bela jogada individual, Feghouli foi derrubado, mas o árbitro colombiano Wilmar Rondón ignorou o lance.

GALERIA: Argélia passa pela Coreia do Sul e fica 'na boa' no Grupo H

A bola parada dos africanos era muito forte e, aos oito minutos, os coreanos escaparam por sorte de sofrer o primeiro gol. Após escanteio, Slimani apareceu livre dentro da área e cabeceou bem, mas a bola, por capricho, acabou tocando na rede pelo lado de fora, enganando até os torcedores do outro lado do campo no Beira-Rio, que chegaram até a pensar que havia sido gol. Aos 20 minutos, nova chance para a equipe do Norte da África. Slimani recebeu cruzamento e estava livre dentro da área, mas na hora de finalizar o jogador pegou mal na bola, que acabou saindo da direção do gol.

Aos 23 minutos, o centroavante teve a sua terceira chance e dessa vez não deu bobeira. Slimani foi lançado em condições legais, ganhou da zaga coreana e tocou na saída de Sungryong para abrir o placar. Dois minutos depois, os africanos ampliaram. Depois de escanteio bem cobrado, o goleiro coreano saiu mal e Halliche cabeceou firmemente para o fundo da rede.

Argelinos fizeram bela festa no Beira-RioEfe

Com a vantagem no placar, os argelinos, que estavam no Beira-Rio e já contavam com o apoio da maioria dos torcedores brasileiros no estádio, passaram a fazer uma bela festa, transformando a atmosfera normalmente colorada em uma bela confraternização verde e branca. Incentivados, os africanos fizeram o seu terceiro gol. Aos 35 minutos, após lançamento para a área, a zaga coreana afastou mal, Slimani dominou e ajeitou para Djabou, que marcou o dele. Mesmo com a grande vantagem, a Argélia seguia comandando a partida, conseguindo criar novas boas chances para chegar ao quarto gol, mas o placar seguiu sem mais nenhuma alteração para o intervalo.

LEIA MAIS: A tabela e a classificação da Copa do Mundo

Os argelinos voltaram desatentos para o segundo tempo. E, com apenas quatro minutos, os asiáticos diminuíram. Após chutão para frente, Son Heung Min dominou, virou-se e bateu fortemente, sem chances de defesa para o goleiro Mbolhi. O gol animou os coreanos, que passaram a criar boas chances. A equipe africana não ficou acuada e a partida passou a ficar mais aberta. Aos 14 minutos, Ki Sung-Yueng arriscou de fora da área para boa defesa de Mbolhi.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Só que era um dia glorioso para o futebol argelino. Após bela jogada coletiva da equipe africana, Brahimi recebeu na cara do gol e marcou o quarto para o time africano, jogando uma balde de água fria nas pretensões de reação da equipe sul-coreana. Este gol significou um momento histórico para o continente africano em Copas. Pela primeira vez uma seleção conseguia marcar quatro gols em uma partida de Mundiais.

No entando, os asiáticos eram valentes, foram para cima e voltaram a diminuir. Após cruzamento pela esquerda, Koo Ja Cheol desviou para o fundo da rede, dando uma nova esperança para a equipe da Coreia do Sul. Necessitando de pelo menos um empate, os asiáticos foram para cima. Com o fim do jogo se aproximando, os africanos passaram a procurar menos o ataque e se fecharam na defesa. Mesmo com a pressão, a equipe da Argélia conseguiu segurar o resultado importante para o time.

FICHA TÉCNICA
COREIA DO SUL 2 X 4 ARGÉLIA

Estádio: Beira-Rio (RS)
Árbitro: Wilmar Rondón (COL)
Público: 42.732 presentes
Cartões Amarelos: Lee Chung Yong, Lee Yong, Han Kook-Young (COR); Bougherra (ARG)
Cartões Vermelhos: -

Gols: Slimani, Halliche, Djabou, Brahimi (ARG), Son Heung Min, Koo Ja Cheol (COR)

COREIA DO SUL : Sungryong; Yong, Jeongho, Younggwon e Sukyoung; Kookyoung e ( 20' do 2ºT - Lee Keun Ho) Chungyong; Sungyueng, (12' do 2ºT - Kim Shin Wook) Chuyoung e Koo Ja Cheol; Heungmin / Técnico: Hong Myung Bo

ARGÉLIA: Mbolhi; Mandi, Medjani, Bouguerra (43' do 2ºT - Belkalem), Halliche e Mesbah; Brahimi(32' do 2ºT - Lacen), Djabou (28' do 2º T - Ghilas), Feghouli e Bentaleb; Slimani / Técnico: Vahid Halilhodzic

Últimas de _legado_Copa do Mundo