Chile deseja quebrar o tabu e fala em vingança sobre o Brasil: 'Uma revanche'

Seleção brasileira eliminou os chilenos nas oitavas de final das Copa dos Mundo de 1998 e 2010

Por O Dia

Rio - Pela terceira vez na história das Copa do Mundo, o Brasil irá encarar o Chile nas oitavas de final. Em 98 e 2010 a Seleção superou os rivais e avançou de fase. Agora, os chilenos esperam não repetir esse filme e quebrar o tabu. Vidal confirmou o sentimento de "vingança".

"Sim, será uma revanche por tudo que aconteceu recentemente. E pela primeira vez não teremos a maioria da torcida a nosso favor. Vai ser difícil, o Brasil é muito complicado, uma seleção que luta pelo campeonato, mas vamos dar o máximo. Eles são os favoritos para ganhar o Mundial. O Brasil é uma seleção forte. Jogar no seu país é uma grande vantagem, mas estamos preparados. Temos alegria de jogar futebol", afirmou Arturo.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Vidal quer revanche contra o Brasil Efe

O jogador deu a receita de como atuar dentro de campo para conseguir o triunfo diante dos brasileiros.

"Sim, acredito que sim (Chile pode ganhar). Temos de fazer uma partida inteligente e podemos ganhar. Atacando e aproveitando as oportunidades. Atacamos sempre, temos de pressionar e tentar vencer, afirmou.

O volante se recuperou de uma lesão no joelho direito e ficou à disposição do técnico Jorge Sampaoli para o confronto diante da Holanda. O treinador, no entanto, preferiu poupar o atleta, já que a classificação estava confirmada. O atleta falou do drama de ficar ausente do duelo.

"Foi sofrido ficar fora, mas foi melhor, foi uma decisão tomada com sabedoria", disse.

Brasil e Chile se enfrentam no sábado, às 13h, no Mineirão. O duelo vale vaga nas quartas de final da Copa do Mundo.

Últimas de _legado_Copa do Mundo