Por ulisses.valentim

Salvador - Já em clima de despedida da seleção do Irã, o técnico Carlos Queiroz fez questão de agradecer a oportunidade que teve em estar a frente do time árabe. Segundo o comandante, foi uma experiência realmente fantástica e ele acredita que se houver investimento e muito treinamento, futuramente os iranianos podem fazer bonito em Copas do Mundo.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

"Treinar o Irã foi uma experiência fantástica, eu acho que o mais importante foi aprender com eles. Se os dirigentes e jogadores iranianos investirem e trabalharem no futuro, eles terão as mesma s condições das grandes seleções mundiais, mas há a muitas coisas a serem feitas para alcançar o nível de outros grandes jogadores e importante é não perder tempo e começar a trabalhar a partir de amanhã", comentou.

Carlos Queiroz reclama com o árbitro da partidaReuters

O técnico também lamentou a má atuação da equipe diante a Bósnia. Segundo ele, a soma da maior técnica dos europeus com alguns erros em sua defesa fez a diferença no placar na Fonte Nova. Se vencesse a partida o Irã teria chances de se classificar para as oitavas de final da Copa do Mundo

LEIA MAIS: Bósnia se despede com vitória e elimina Irã da Copa do Mundo

"Tentamos o nosso melhor, até os limites da nossa capacidade física e mental, os jogadores lutaram, eles deram tudo de sim, mas hoje contra a Bósnia, a experiência deles e a capacidade técnica, por terem mais jogardes atuando na Europa, fez a diferença. Tivemos nossas chances, mas é uma pena que não conseguimos fazer mais gols nessa partida, mas erramos duas vezes na defesa e não conseguimos esse resultado", finalizou.

Você pode gostar