Por rafael.arantes

Minas Gerais - Hulk fez uma boa atuação, mas participou de momentos críticos na partida contra o Chile. Primeiro, o camisa 7 foi derrubado dentro da área e viu o árbitro não marcar o pênalti. Depois, falhou no gol empate chileno. No segundo tempo, o jogador ainda teve um gol anulado e, nas penalidades, perdendo sua cobrança. O fato, no entanto, não ganha espaço na cabeça do jogador, que faz questão de exaltar a brilhante atuação de Julio Cesar e o espírito de confiança do elenco brasileiro.

"É nessas horas que a gente vê a força do nosso grupo. Não baixamos a cabeça jamais. Graças a Deus o Julio fez duas defesas maravilhosas que nos ajudaram. Vamos até a final e seremos campeões", disse.

LEIA MAIS: Julio Cesar brilha nos pênaltis e Brasil avança para as quartas de final

Hulk comemora vitória sobre o ChileReuters

O camisa 7 ainda ressaltou a dificuldade da partida, mas reclamou de dois lances pontuais na partida. O pênalti não assinalado pelo árbitro e o gol anulado foram momentos críticos no duelo deste sábado.

LEIA MAIS: Julio Cesar se emociona: 'Minha história ainda não acabou'

"Foi um jogão, sabíamos da qualidade do Chile. Conseguimos sair na frente, mas num vacilo eles empataram. Tivemos boas chances e o pênalti não marcado e o gol anulado ainda... Graças a Deus veio a classificação. Temos de agradecer a Deus mesmo. Para mim não foi mão no lance do gol. Depois que ele anulou pensei até que tinha assinalado impedimento, ajeitei com o ombro", completou.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da seleção brasileira na Copa do Mundo

Agora, os brasileiros enfrentam a Colômbia às 17h da próxima sexta-feira no Castelão. O duelo vale uma vaga na semifinal.

Você pode gostar