Por rodrigo.hang

Minas Gerais - Pela primeira vez nesta Copa do Mundo, a torcida brasileira não respeitou a execução de um hino rival. Depois de os torcedores de São Paulo, Fortaleza e Brasília ouvirem em silêncio os hinos de Croácia, México e Camarões, a de Belo Horizonte não teve o mesmo comportamento. O hino do chileno foi executado primeiro e as vaias, ainda que não em todas as partes do estádio, puderam ser ouvidas em bom tom.

Vídeo: Torcidas se provocam antes do jogo no Mineirão, mas sem violência

Torcida brasileira vaiou o hino do Chile antes do jogo no MineirãoReuters

>>> LEIA MAIS: Notícias e bastidores da seleção brasileira na Copa do Mundo

Os chilenos, que também têm um hino longo e é cortado por conta do padrão Fifa, que permite apenas 90 segundos, tentaram continuar cantando, mas as vaias aumentaram.

>>> LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

O início do hino brasileiro até demorou mais que o habitual por conta dessas vaias.

Já no hino brasileiro foi mais uma vez cantado a plenos pulmões, à capela, como virou marca registrada desde a Copa das Confederações de 2013.

Você pode gostar