Por pedro.logato

Rio - Em uma Copa do Mundo que já está marcada pela grande criatividade das torcidas, os uruguaios tinham a mais óbvia delas para usar neste sábado, no Maracanã, a de fantasma de 50, em referência ao título conquistado sobre o Brasil no primeiro Mundial disputado no país. Mas a punição a Luis Suárez depois da mordida no italiano Chiellini faz com que o fantasma fosse praticamente ignorado.

Torcida uruguaia faz homenagem a Luis Suárez no MaracanãMárcio Mercante

Os uruguaios que comparecem ao Maracanã aderiram em peso à campanha iniciada na internet para usarem máscaras do atacante para apoiá-lo. Ao redor do estádio ou nas arquibancadas, era raro ver um torcedor do país que não trouxesse nas mãos ou na cabeça o rosto do jogador, com uma expressão vampiresca prestes a "atacar" novamente.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

'Vampiros' invadiram o MaracanãReuters

A maioria no estádio, porém, é dos rivais. Além de levarem grande vantagem no número total de torcedores presentes, os colombianos contam com o apoio involuntário dos brasileiros. Como as duas seleções vestem camisas amarelas, visualmente a presença de muitos torcedores do país anfitrião acabam engrossando a massa colombiana.

Você pode gostar