Lionel Messi admite medo de empate suíço no fim e destaca sorte argentina

Bola na trave e falta no último minuto a favor da Suíça fizeram o craque da Argentina temer pelo empate que levaria o jogo para os pênaltis

Por O Dia

São Paulo - Marcado por pelo menos três jogadores da Suíça ao longo de 117 disputados e tensos minutos em campo, Lionel Messi voltou a brilhar individualmente nesta Copa do Mundo, ao fazer a jogada espetacular que deixou Di María livre para fazer o gol da classificação da Argentina para as quartas de final. Mas, por pelo menos mais dois minutos, o astro do time argentino temeu que todo o seu esforço tivesse sido em vão.

Messi foi eleito novamente o melhor em campo pela ArgentinaEfe

“Aqueles minutos finais foram muito nervosos, um verdadeiro sofrimento. Tivemos sorte”, disse Messi, pela quarta vez consecutiva nesta Copa escolhido como o melhor homem em campo. O motivo da tensão citada pelo camisa 10 foi a pressão feita pela Suíça nos acréscimos, com direito a uma bola na trave de Dzemaili, aos 16 minutos, e uma falta na entrada da área, que parou na barreira, cobrada por Shaqiri.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

“Sabíamos que qualquer erro poderia nos custar a vaga ou mesmo a necessidade de termos que disputar os pênaltis. Eu ficava pensando de que forma poderia ajudar a gastar o tempo, mas a sorte estava ao nosso lado”, afirmou Messi, que não se surpreende com as dificuldades que sua seleção tem enfrentado para vencer a maioria das partidas nesta Copa.

VEJA MAIS: Sabella comemora classificação, mas pede cautela: 'Vamos nos recuperar'

“Sabíamos que todas as partidas teriam que ser vencidas nos detalhes. Basta ver que grandes seleções candidatas ao título já não estão mais aqui, como Espanha, Itália ou Inglaterra”, disse Messi, que não concordou em ter sido eleito o melhor em campo nesta terça-feira. “Acho que Di María merecia mais do que eu, porém, o importante foi termos conseguido prosseguir na competição”.

VEJA MAIS: Di María festeja gol e promessa cumprida: 'Esposa e filha orgulhosas'

Agora, a Argentina enfrenta a Bélgica às 13h de sábado, no Estádio Nacional. O jogo é válido pelas quartas de final da Copa do Mundo.

Reportagem de Marcelo Laguna

Últimas de _legado_Copa do Mundo