Mais Lidas

Holanda e Costa Rica se enfrentam na 'Fonte de Gols' do Mundial

Recordista em gols na Copa, estádio em Salvador é palco para o confronto entre a favorita Holanda e a zebraça Costa Rica

Por rafael.arantes

Salvador - Gols, muitos gols. Este foi o legado desta Copa deixado pelos artilheiros em Salvador. Afinal, nenhum outro estádio comemorou mais o maior momento do futebol do que a Fonte Nova. Neste sábado, às 17h, os baianos se despedem oficialmente da competição, de braços abertos para um novo espetáculo. De um lado a Holanda, um dos melhores ataques e que vem com tudo para repetir o feito de sua estreia no local contra a Espanha. Do outro, a zebra Costa Rica, que, com a defesa menos vazada, quer fazer história e acabar com a festa dos favoritos.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Quis o destino que justamente a Fonte Nova fosse a escolhida para, com 24 gols até o momento, liderar o ranking de artilharia com folga sobre suas concorrentes. As goleadas dentro de campo ajudaram a marcar um verdadeiro golaço fora dele.

Robben e Campbell são os astros de Holanda e Costa Rica nas quartas de finalArte%3A O Dia Online

Empolgada com a realização do evento no país, a Secretaria Estadual para Assuntos da Copa do Mundo (Secopa-BA) prometeu, antes da competição, que a cada gol marcado plantaria 1.111 mudas — a área necessária para plantá-las equivale a de um campo de futebol — para salvar a Mata Atlântica da Bahia. Como promessa é dívida, o projeto, batizado de Gol Verde, até agora já acumula 26.664 mudas a serem plantadas.

“É mais um motivo para os torcedores da Arena Fonte Nova vibrarem ainda mais com os gols marcados. É bom para o futebol e para o meio ambiente”, ressalta o secretário estadual da Copa, Ney Campello, que tenta captar parceiros para aumentar ainda mais os números.

Holanda e Costa Rica também não querem decepcionar. O time laranja, que marcou 12 vezes nesta Copa, confia em seu trio formado por Robben, Sneijder e Van Persie para superar a zebra caribenha. Quem sabe com nova goleada. “São jogadores experientes, que têm uma influência positiva na equipe e que podem fazer a diferença a qualquer momento”, elogiou o técnico holandês Louis Van Gaal.

Mas a Costa Rica, que sofreu apenas dois gols, tentará estragar a festa com a sua retranca. “Toda boa seleção precisa ter uma defesa sólida e um ótimo goleiro. Isso mostramos que temos. Vamos tentar controlar a Holanda e garanto que será uma partida difícil para os dois lados”, completou o técnico Jorge Luis Pinto.

Van Gaal faz segredo até o minuto final

A primeira estratégia para superar a Costa Rica foi usada ontem pelo técnico holandês Louis Van Gaal. Ainda com uma vaga aberta no meio de campo, após a lesão na virilha que tirou De Jong da Copa do Mundo, ele adotou o mistério e, um dia após treinar a equipe com portões fechados, não deu dicas de quem vai mandar a campo neste sábado.

“Já falei em outras oportunidades, mas neste momento não poderei dizer. É difícil encontrar um substituto para De Jong. Ele possui características que outros não têm. A gente não subestima a Costa Rica e trabalha com seriedade para superá-la”, explicou Van Gaal, que evitou falar sobre o adversário: “Se eu disser o que acho eles poderão saber o que pretendo fazer em campo.”

Prato típico é o combustível para a vitória

Se o sonho de fazer história tem movido a Costa Rica em campo, fora dele um prato típico do país, consumido principalmente no café da manhã, tem sido o principal combustível dos jogadores no Mundial: o Gallo Pinto, mistura de arroz e feijão fritos com o Salsa Lizano, um molho especial costarriquenho.

O prato é uma das poucas exigências da delegação desde que chegou ao Brasil. “Estamos ganhando e não vamos mexer nisso”, brincou o zagueiro Jhonny Acosta, que, mesmo perguntado sobre o poder de fogo do ataque holandês, mostrou confiança.

“O histórico de goleadas na Fonte Nova não nos assusta. A Espanha foi goleada pela Holanda porque se expôs. Estamos preparados para vencer e não tememos ninguém”, garantiu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia