Mais Lidas

Após bater recorde na Copa do Mundo, Mondragón se aposenta aos 43 anos

Goleiro da Colômbia, que se tornou o jogador mais velho a disputar uma partida de Mundial na vitória sobre o Japão, decide encerrar a carreira depois da eliminação para o Brasil

Por rodrigo.hang

Colômbia - A Copa do Mundo do Brasil foi histórica para o goleiro Faryd Mondragón. Além de ter se tornado o jogador mais velho a disputar uma partida de Mundial, aos 43 anos, o arqueiro da Colômbia anunciou a aposentadoria do futebol.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Após eliminação da Colômbia do Mundial%2C Mondragón revelou estar se aposentando do futebolReuters

Na vitória de 4 a 1 da Colômbia sobre o Japão, na última rodada do Grupo C da Copa do Mundo, o goleiro entrou nos minutos finais da partida, no lugar do titular Osprina. A substituição registrou um novo recorde: Mondragón ultrapassava o camaronês Roger Milla, que tinha 42 anos no torneio de 1994, nos Estados Unidos, e se tornava o jogador mais velho em um jogo de Mundial. 

O próprio Mondragón já tinha comentado que esta seria sua última Copa do Mundo. Mas a decisão só foi confirmada após a eliminação da Colômbia do torneio, após perder por 2 a 1 para o Brasil nas quartas de final.

Colombiano Mondragón completa 43 anos e pode estabelecer recorde

"Esta foi minha última fase como jogador profissional. Estou orgulhoso de ter feito parte deste grupo maravilhoso", disse o colombiano em uma rede social.

Mondragón também quebrou outra marca na Copa do Mundo. O goleiro passou a ser o primeiro jogador a disputar dois Mundiais em um hiato de 20 anos. Ele esteve na campanha da seleção da Colômbia no torneio de 1994 e tabém no de 1998, na França.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia