Mais Lidas

Herói da Holanda, Krul revela que troca na prorrogação estava programada

Responsável por defender dois pênaltis da Costa Rica e botar a seleção holandesa na semifinal, goleiro reserva, que entrou no lugar de Cillessen, expõe sentimento após o jogo: 'É incrível'

Por rodrigo.hang

Bahia - No último minuto da prorrogação do jogo entre Holanda e Costa Rica, o técnico da seleção europeia, Louis van Gaal, surpreendeu a todos e tirou o goleiro titular Cillessen, para colocar Krul. O reserva foi o herói da partida, ao defender os pênaltis cobrados por Bryan Ruiz e Umaña e garantir a sua equipe na semifinal da Copa do Mundo. Após a partida na Arena Fonte Nova, em Salvador, o arqueiro de 1,93m revelou que a substituição já estava programada.

Goleiro reserva entra no último minuto, defende dois pênaltis e Holanda avança

Krul pula para defender cobrança costarriquenha na Arena Fonte NovaCarlos Moraes

"É um sonho. A gente sabia que, se o jogo fosse para os pênaltis, eu iria entrar. Existia essa possibilidade. Então, quando o jogo foi para a prorrogação, começamos a pensar na troca. Aí, você tem que atuar num jogo de quartas de final e consegue agarrar dois pênaltis. Chegar em uma semifinal é realmente um sonho de menino, é incrível!", garantiu.

'É isso que queríamos', diz Van Persie sobre classificação da Holanda na Copa

Krul também disse que estudou a maneira com que os adversários costarriquenhos cobram pênaltis. Nas oitavas de final, a equipe da América Central venceu a Grécia nas penalidades máximas e avançou para a fase seguinte do Mundial.

"A gente analisou tudo, mas não sabíamos bem como seria. A força (no chute) existe e a gente tem que olhar bem e seguir determinado", comentou.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

O goleiro fez questão de elogiar o empenho dos companheiros holandeses na preparação e durante a Copa do Mundo. Para Krul, a decisão de van Gaal em colocá-lo em campo significa que o treinador tem confiança em todos os jogadores do elenco.

"A gente trabalhou sete semanas para chegar aqui e, nesses momentos, você percebe que o técnico precisa dos 23 jogadores do elenco. É realmente fantástico!", concluiu o camisa 23.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia