Mais Lidas

Técnico da Costa Rica se orgulha, mas cobra árbitro por não marcar pênalti

Jorge Luis Pinto faz questão de reclamar da arbitragem por não dar um pênalti para sua seleção no empate sem gols no tempo normal e na prorrogação contra a equipe da Holanda

Por rodrigo.hang

Bahia - Jorge Luis Pinto agradeceu até ao povo brasileiro antes de responder a perguntas na entrevista coletiva após a eliminação daCosta Rica na Copa do Mundo, em derrota,nos pênaltis, para a Holanda. O técnico levou o país à sua melhor campanha no Mundial e volta para casa invicto, mas reclamou da arbitragem por não dar um pênalti ao seu time no empate sem gols no tempo normal e na prorrogação diante dos holandeses.

Goleiro reserva entra no último minuto, defende dois pênaltis e Holanda avança

Técnico da Costa Rica reclama da arbitragem do duelo em SalvadorReuters

"Tivemos um pênalti muito claro que não deram contra a Itália e, hoje, posso dizer que não deram dois. A arbitragem não tem sido brilhante em todo o Mundial. Grandes erros foram cometidos. A Fifa deveria examinar essa questão, como fez depois da Copa da Coreia do Sul e do Japão, quando anunciaram mudanças após ver alguns árbitros não acostumados a apitar jogos importantes. Os árbitros de grandes ligas têm muito mais experiência", disse Jorge Luis Pinto, para em seguida enaltecer o desempenho costarriquenho.

Navas não se abate: 'A Costa Rica sai da Copa do Mundo com a cabeça erguida'

"Não estamos felizes, mas enfrentamos Inglaterra, Itália, Uruguai e Holanda e jogamos de igual para igual. Foi difícil a Holanda nos atacar e, muitas vezes, tivemos sorte, já que eles tiveram mais chances, mas fizemos muitas coisas boas. Muitos não acreditavam em nós e conseguimos grandes realizações, tanto que não fomos derrotados mesmo saindo agora do torneio. O país inteiro deve se orgulhar desses jogadores não só pelo futebol, mas pela atitude e pelo comportamento que tiveram. Isso merece reconhecimento", ressaltou.

O colombiano terminou sua entrevista sorrindo, pois seu sonho era passar da primeira fase e ficou no Mundial até as quartas de final, sem sofrer derrota.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

"Eu me sinto muito agradecido pela Costa Rica e por esses jogadores. Realizei um grande sonho na minha vida. Agora, quero voltar ao que já atingi", finalizou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia