Mais Lidas

Julio Cesar desabafa: 'Preferia que fosse 1 a 0 com erro meu do que 7 a 1'

Goleiro é o primeiro a falar após eliminação e não consegue segurar o choro. Brasil volta a dar adeus ao sonho do hexa

Por rafael.arantes

Minas Gerais - O Brasil deu adeus ao sonho do hexa novamente. Assim como em 2010, foi o goleiro Julio Cesar o primeiro a falar após a eliminação. Ainda no gramado, o jogador segurou ao máximo, mas não conseguiu evitar o choro. O desabafo foi um só e o atleta lamentou o resultado de 7 a 1 para a Alemanha e garantiu que trocaria tudo por uma falha própria.

LEIA MAIS: Brasil é goleado e dá adeus ao hexa com vexame no Mineirão

"Eu, particularmente, troco a minha falha que carreguei durante todos esses anos pelo jogo de hoje. Preferia que terminasse 1 a 0 com um erro meu do que 7 a 1. A gente é forte. O time é forte. Os jogadores vão saber levantar a cabeça. Já passei por um momento complicado e trabalhei muito para estar aqui", disse.

FOTOGALERIA: As imagens do vexame brasileiro no Mineirão

Julio Cesar chora com eliminação do Brasil no MineirãoReuters

Visivelmente abalado, o goleiro admitiu a dificuldade de explicar os vacilos contra a Alemanha, mas fez questão de exaltar a torcida brasileira. O apoio durante todos os jogos da Copa foi o ponto alto para Julio Cesar.

LEIA MAIS: Brasil anota novo trauma na história das Copas

"Sinceramente, é complicado explicar. Acho que explicar o inexplicável é muito complicado. Acho que temos que reconhecer o grande futebol alemão. Uma equipe que já vem jogando junta há seis anos. Acho que até aqui estava tudo muito lindo. Acho que o povo brasileiro está de parabéns. Todo o apoio que a torcida nos deu até aqui. Com certeza os jogadores vão falar, vão agradecer, vão se desculpar, mas eles foram muito fortes. Temos que reconhecer. Realmente depois do primeiro gol deu um apagão. Mas parabéns para o futebol alemão. É isso. Agora é voltar para as nossas casas, abraçar os nossos familiares. Fica aqui o nosso agradecimento ao povo brasileiro. Chegamos perto, mas não conseguimos", comentou.

LEIA MAIS: Os erros que levaram o Brasil ao adeus na Copa

O último desabafo foi de maneira orgulhosa. É de cabeça erguida que Julio Cesar deixa o Mineirão: "Saio de cabeça erguida e agradeço a Deus por ter me dado a oportunidade de jogar uma Copa no meu país".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia