Dunga lamenta eliminação mas vê Copa América como aprendizado para atletas

Treinador ressaltou pouca experiência da Seleção eliminada

Por O Dia

Chile - Falta de experiência da Seleção e aprendizado, essas foram as principais palavras ditas por Dunga na entrevista coletiva da Seleção. Ao abordar a eliminação da sua equipe para o Paraguai, o treinador ressaltou os desfalques que a equipe teve na disputa da competição, mas também ressaltou a importância de uma disputa de uma competição oficial por uma equipe bastante jovem. Dunga afirmou que a prioridade para o Brasil é se classificar para a Copa do Mundo.

"Acho que todos vamos tirar lições daqui. Eliminatória, Copa América, são competições que temos que jogar no nosso limite. Temos que lutar, mas temos que impor a parte técnica. De qualquer maneira é uma experiência que tivemos. Temos um grupo muito jovem, alguns jogadores não estiveram aqui. Agora, os jogadores vão se preparar para jogar as Eliminatórias. É uma outra competição", afirmou.

Dunga afirmou que a Copa América serve como preparação para as EliminatóriasEfe

Sobre a preparação para o jogo contra o Paraguai, Dunga afirmou que muitos jogadores tiveram problemas físicos por conta de uma virose. Segundo o treinador, essas limitações modificaram a rotina de treino da Seleção e acabaram prejudicando o desempenho dos atletas no fim do jogo.

LEIA MAIS: Confira notícias e resultados da Copa América

"Nos conseguimos neutralizar a principal jogada deles, que era a bola aérea. Tivemos bons momentos na partida. Não quero usar desculpas, mas nessa semana alguns jogadores tiveram virose, diminuímos a intensidade dos treinamentos por isso e hoje era um jogo que precisávamos de velocidade e infelizmente faltou um pouco de força no fim da partida", afirmou.

Confira os temas abordados na entrevista:

Substituições de Willian e Robinho

Precisávamos (tê-los em campo), mas o Willian passou mal no intervalo e o Robinho estava cansado. Fiz as modificações, porque ainda tinha muito jogo para disputar, para depois pensar nos pênaltis. Infelizmente foram modificações técnicas, eles podiam ser importantes, mas precisava pensar no jogo.

Dificuldade da Copa América

Historicamente a Copa América sempre é complicada. Argentina e Uruguai estão à nossa frente, tem mais títulos. Quando não se vence, não se pode usar desculpas. O Neymar é um jogador que faz falta, faz falta ao Barcelona, mas temos jogadores de qualidade. Claro que falta experiência a alguns jogadores, mas foi bom a participação para eles ganharem experiência.

Continuidade do trabalho

Acho que iremos continuar nosso trabalho com seriedade. Perdemos cinco jogadores importantes, e acabou faltando experiência. Agora temos que nos preparar para a disputa das Eliminatórias que estão chegando. A pressão é grande, mas nosso maior objetivo é classificar para a Copa do Mundo.

Duelo com o Paraguai

O Paraguai jogou nas suas características que nós conhecemos. Conseguimos fazer um gol e neutralizamos bem a partida no lance do pênalti. O árbitro estava muito perto do lance e assinalou a jogada. A seleção paraguaia atua dessa maneira bem aguerrida.

Momento do futebol brasileiro

Acho que todos nós temos que pensar para o futebol brasileiro. E quando falo pensar não me refiro apenas ao campo. Só que temos que admitir que muitas seleções melhoraram. Acho que precisamos rever o nosso conceito de futebol, não achar que só porque jogou dois jogos bem é craque e nem porque jogou dois mal não serve para nada. Agora nós vamos saber se somos bons mesmo. Porque é fácil quando se ganha, mas agora nesse momento de crise vamos precisar provar.

Relação com Ramón Díaz (treinador do Paraguai)

A amizade é fora do campo. Cada um tem a sua metodologia de trabalho. O Paraguai tem muita força nas jogadas aéreas e nós temos mais o controle de bola e a saída em velocidade. Era um jogo em que não podíamos errar e nós demos essa chance para eles e nos pênaltis acabamos eliminados.

Últimas de _legado_Copa do Mundo