Protesto em Salvador termina em confusão e cenário de destruição

Confronto acontece perto da Arena Fonte Nova

Por O Dia

Protesto chegou perto da Arena Fonte NovaCarlos Moraes / Agência O Dia

Bahia - Acabou em confusão o protesto do movimento Passe Livre, em Salvador, que contou com cerca de oito mil pessoas, segundo estimativas da polícia. O grupo de jovens - que além da diminuição da passagem de ônibus pede mais transparência nas obras para a Copa do Mundo e critica a PEC 37 - fazia a passeata de forma pacífica até chegar ao segundo bloqueio feito pela Polícia Militar, próximo à Arena Fonte Nova, local do jogo entre Uruguai e Nigéria.

Manifestação tem confronto entre policiais e multidãoCarlos Moraes / Agência O Dia

Para evitar que os manifestantes passassem pelo bloqueio, os policiais usaram bombas de gás, o que deu início à confusão. Sprays de pimenta e balas de borracha foram usadas para dispersar o grupo, que tacou pedras e paus pegando fogo, além de ter destruído um banheiro químico. Após a confusão, o cenário era de destruição.

Polícia usou bala de borracha contra a multidãoCarlos Moraes / Agência O Dia

Na região conhecida como Dique, a cerca de um quilômetro da Fonte Nova e onde havia mais três barreiras, um ônibus foi incendiado pelos vândalos. O policiamento foi reforçado nos arredores do estádio e muitos torcedores tiveram dificuldade para chegar.

Últimas de _legado_Copa das Confederações