Taiti conquista o Maracanã e deixa o campo aclamado

Apesar de ser goleada, seleção rouba a cena na Copa das Confederações. Goleiro vibra com pênalti perdido pela Fúria

Por O Dia

Rio - Se as dificuldades de enfrentar a atual campeã do mundo já eram esperadas pela equipe do Taiti, a derrota por 10 a 0 também não foi a maior das surpresas. Sem conseguir repetir o feito da estreia na Copa das Confederações, quando fizeram um gol, os jogadores da seleção da Oceania deixaram o campo sem conseguir balançar a rede, mas com a certeza de dever cumprido. Mesmo derrotados, os jogadores não desistiam de tentar alegrar a torcida carioca, que apoiava os taitianos a todo instante do jogo. Era a prova de que a oportunidade de atuar no Maracanã era especial independentemente do resultado. Era a confirmação de um Taiti consagrado.

Taiti retribui o carinho da torcidaRafael Arantes / Agência O Dia

O jogo foi dominado pelos espanhóis, mas nem assim os torcedores presentes decidiam embalar os europeus durante o duelo. O único momento de festejo da torcida para a seleção espanhola foi a entrada do craque Iniesta, que começou a partida no banco de reservas. Nos demais momentos, via-se 71 mil pessoas apoiando, a todo momento, a maior sensação da competição, que ao deixar o campo fez questão de saudar os presentes nas arquibancadas.

Festa pessoal

Um dos nomes mais cobrados no jogo era o goleiro Roche. O atleta do Taiti, mesmo falhando em um dos gols da Espanha, fez a festa da torcida ao emplacar algumas boas defesas durante o jogo, principalmente numa cobrança de falta de David Villa. Quando o placar já mostrava o resultado de 8 a 0 para a Espanha, o árbitro da partida assinalou pênalti para os europeus. O sentimento que habitava em cada jogador do Taiti era a de inconformação. No entanto, a alegria veio após a cobrança. Com Fernando Torres acertando o travessão, foi Roche quem mais festejou. Sob os gritos e aplausos da torcida, o goleiro do Taiti não escondeu a alegria com a cobrança desperdiçada pelos rivais e festejou o fato intensamente.

Despedida em alto nível

Com o término da partida, nem mesmo o elástico placar de 10 a 0 pareceu afetar os taitianos. Após o apito final, os jogadores da Oceania formaram uma fila para cumprimentar todos os atletas da seleção espanhola e, por último, a festa se mostrou completa. Perto do centro do gramado, a seleção do Taiti fez questão de emplacar um "grand finale". Palmas, emoção e agradecimento. Mesmo derrotados, os jogadores do Taiti acenaram e agradeceram à torcida brasileira, que também respondeu à altura, com aplausos e mais festejos. Fica a lição para o esporte, em mais um momento marcante do futebol amador do Taiti durante um dos maiores eventos da Fifa.

Últimas de _legado_Copa das Confederações