Taiti sonha em fazer gol na Espanha e perder de pouco

Seleção reconhece fragilidade e espera aprender com rivais

Por O Dia

Rio - Sem motivos para se envergonhar de sua notória fragilidade, a seleção do Taiti enfrenta a da Espanha tentando aprender um pouco de futebol com os atuais campeões do mundo. Mesmo sabendo que vencer é missão impossível, o treinador Eddy Etaeta espera voltar para casa com um troféu.

Taiti curte o momento%2C mas sabe que vai penar no MaracanãReuters

“Sou muito realista. Não é possível vencer. Eles são favoritos. Nosso maior objetivo é tentar marcar um gol, mesmo se nós perdermos por 20 a 1. É um sonho disputar a Copa das Confederações e enfrentá-los no Maracanã”, disse.

Etaeta não considerou falta de fair play a Espanha jogar com reservas: “Eles também são estrelas. Há jogadores como Torres e Villa. São todos excelentes. Mas não acredito que queiram nos arrasar”.

Extasiados pelo fato de enfrentar os craques espanhóis, os taitianos prometem até "brigar" na hora da troca de camisas.

“Todos querem a camisa do Iniesta (risos). Ele é o nosso predileto”, admitiu o atacante Chong Hue.

Nesta quinta-feira de manhã, os jogadores do Taiti vão tomar café da manhã com crianças carentes. Elas vão ganhar bolas, ingressos e a chance de conhecer um pouco da cultura de um incrível país.

Últimas de _legado_Copa das Confederações