Por rafael.arantes

Rio - Acusada por Carlos Alberto e Deco, a farmácia de manipulação envolvida no caso de doping dos dois atletas resolveu se manifestar nesta quarta-feira. Em entrevista à Rádio Tupi, o advogado Nélio Andrade acusou os dois atletas de não estarem falando a verdade sobre o assunto. Os dois jogadores serão julgados e podem ficar dois anos fora dos gramados.
Carlos Alberto pode ficar dois ano sem jogarDivulgação

''Lamentavelmente, eu vou provar que o senhor Deco e senhor Carlos Alberto não falam a verdade. Toda a comunidade internacional já sabe disto. Represento uma farmácia respeitada no mundo do esporte, vou provar que estes dois rapazes não estão falando a verdade'', afirmou.

Deco foi pego em exame antidopingDivulgação

O advogado ainda afirmou que o Fluminense mudou a versão sobre o doping de Deco, durante os acontecimentos recentes. No exame antidoping realizado após o jogo contra o Boavista, no último dia 30 de março, Deco teve constatada a presença das substâncias hidroclorotiazida (diurético que combate a hipertensão arterial) e carboxi-tamoxifeno (metabólico do tamoxifeno), contidas em algumas vitaminas de uma farmácia de manipulação. A contraprova também deu positivo.

''O Deco, através do site do Fluminense, emitiu uma nota dizendo que a substância encontrada era furosemida. Quando viram que não era, vieram com outro argumento'', concluiu.
Publicidade