Por fabio.klotz
Rio - Palco do jogo desta quarta-feira contra o Campinense, Juiz de Fora se tornou, pelo menos por enquanto, a casa do Flamengo na Copa do Brasil. Com a interdição do Engenhão e ainda sem poder usar o Maracanã, o Rubro-Negro busca opções para mandar seus jogos. A cidade mineira foi escolhida para explorar o potencial da torcida na região. Para Renato, a adaptação ao estádio começa pelo apoio dos torcedores.
Renato destaca força da torcidaAndré Luiz Mello / Agência O Dia

"Juiz de Fora é diferente porque não estamos no Rio, mas nos sentimos em casa. Estádio estará lotado. A torcida é gigante e está sempre presente", destaca Renato.

O Flamengo estuda alternativas para mandar seus jogos no Brasileiro. Enquanto isso, foca na Copa do Brasil. No jogo de ida contra o Campinense, o Rubro-Negro venceu por 2 a 1 e pode empatar e perder por 1 a 0 que avança de fase. Renato dá a receita para o Fla conseguir a classificação.
Publicidade
"Conseguimos uma vantagem boa no primeiro jogo, mas ainda temos que jogar mais 90 minutos. O segredo é continuar com a mesma pegada e manter o equilíbrio do time", encerra o volante, autor dos dois gols no jogo de ida.